PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

CORRUPÇÃO

Em 13 de Dezembro de 2009, os CãoPincha fizeram o seguinte comentário:

Quando tiver disponibilidade, dê-nos algumas dicas sobre a corrupção. Este «fenómeno» é explicável ou não através da Psicologia Social?”

Não me é muito fácil responder a esta pergunta ou solicitação porque a corrupção entra fortemente no domínio da moral e da ética, mas não cabe no âmbito da Psicologia Social.
Em psicologia social, esta figura de corrupção é só um «negócio» que consta duma troca de desejos, necessidades, interesses, favores ou qualquer outra benesse que, presumivelmente, é desonesto. Enquanto um pretende uma coisa, o outro deseja outra e o valor é estabelecido de acordo com as conveniências de cada um dos interessados.confl2

Exemplificando esta transacção, enquanto um deseja a adjudicação duma obra ou de uma empreitada, o outro tem a possibilidade de a adjudicar ou não. Se o pretendente à adjudicação deseja obtê-la, pode dispor-se a pagar ao adjudicador um determinado preço que é combinado entre os dois. Se a adjudicação não seguir os parâmetros estabelecidos pelo dono da empreitada, não é em psicologia social que se pode analisar este acontecimento.
Seguir ou não seguir os parâmetros estabelecidos, menosprezá-los a troco de qualquer benesse, não diz respeito à psicologia social. Em psicologia social, isto é apenas uma transacção como qualquer outra, como se faz numa venda ou num leilão.Marketing2
Se o decisor ou adjudicador deve ou não actuar dessa maneira, passa a ser um assunto do foro da legalidade, moral, ética ou justiça e nunca do foro da psicologia social. A psicologia social só se pode debruçar sobre os comportamentos do corruptor ou o corrompido, bem como analisar as suas personalidades e evitar que casos desses aconteçam. Analisando os comportamentos passados, suas personalidades, crenças, cultura, valores, estrutura financeira e sociedade em que se movimentam, pode até ser possível fazer uma previsão de que a corrupção pode ou não ter lugar e em que circunstâncias.

Falando de novo no leilão, sabe-se de antemão que um objecto que vale 10 euros pode ser vendido por 100 ou 1000. Às vezes, Humanismo2até pode não ser vendido. Depende de quem o desejar possuir, das suas posses financeiras e do seu interesse. Sabe-se, de antemão, quais os parâmetros defendidos pelos leiloeiros. Porém, se o empregado do leilão conseguir «ignorar» a licitação alta dum objecto para a atribuir a uma baixa, justificando-se que o seu autor não se expressou em tempo oportuno, podemos estar sob a suspeição de corrupção porque esse licitador podia ter subornado o agente do leilão com dinheiro ou outros favores. Mesmo neste caso, em psicologia social, o acto em si, deve ser considerado como nada mais do que um negócio, apesar de fraudulento, desonesto ou obscuro. A corrupção ou fraude só pode ser examinada em termos das personalidades intervenientes e da moral e ética envolvidas.Falhas2

Para isso, podemos utilizar os instrumentos de atribuição, tentando saber que tipos de afiliações existem e quais são os reforços do agrado dos «prevaricadores». Neste âmbito, a psicologia social pode dar uma grande ajuda na preparação e execução de medidas anti-corrupção que são indispensáveis em qualquer sociedade «chamada civilizada», onde «até vale arrancar olhos».
Deseja-se construir uma via-férrea. Abre-se um concurso e alguém tem de decidir. Os parâmetros estão definidos. A proposta mais vantajosa vence, mas quem decide pode apresentar ou avaliar como mais económica, uma proposta menos vantajosa «contornando» alguns critérios estabelecidos, de acordo com aquele que «dá mais» para o bolso do decisor. Estas duas personalidades – decisor e pretendente – podem ser avaliados em psicologia social Sindicalismo2utilizando os critérios da atribuição, análise do comportamento, avaliação das personalidades, etc. A psicologia social até pode ajudar a que isso não aconteça!
Seria o mesmo que prever quem vai prevaricar nas estradas, como e quando. Se não houvesse legislação, fiscalização e multas, as contravenções não seriam maiores? Bastou a simples mudança de Brigada de Trânsito para uma outra estrutura, para se verificar isto. Será diferente da corrupção em alto grau a envolver somas de dinheiro avultadas? E quando são favores? Quem pune os intervenientes? Que prejuízos têm os infractores? Às vezes até podem ser «demitidos» de um lugar para passarem a ocupar logo de seguida um «tachão» qualquer mais valioso!

Tudo isto estaria reduzido a um grau negligenciável se houvesse «educação», civismo, respeito pelo próximo e decência nos Depress-nao-Bcostumes, apresentados pelos pais, sem dissonância cognitiva, durante os primeiros anos da vida das crianças. Se não tivermos isso, só se pode tentar resolver «à marretada», se e quando possível.

Não temos possibilidade de discutir a corrupção em si, mas apenas as personalidades e as interacções dos actores principais para se fazer uma previsão do que vai acontecer.

Por este motivo, cabe a todos os cidadãos estar alerta, conhecer aqueles que se propõem para governantes ou arautos dos cidadãos e criticá-los imediatamente, sempre que possível e com toda a visibilidade que se possa dar.«Educar»-B

Diremos que é mais a vocês, compincha.wordpress.com que compete essencialmente esta missão, fazendo com que CãoPincha critiquem tudo aquilo que acharem mal porque, de outro modo, será deixar que se crie o hábito de «comer e calar» que existia antigamente e que ninguém, a não ser alguns saudosistas ou beneficiários do passado, devem desejar que se instale de novo. É a aprendizagem que, com reforço aleatório, se transforma facilmente em hábito, difícil de erradicar depois de bem instalado.

Por isso, peço-vos que continuem com a vossa crítica social para que os vossos leitores, que vejo não serem poucos, fiquem devidamente esclarecidos acerca dos muitos desmandos que se vão cometendo e sobre os quais a vossa opinião também conta.arvore

Já leu os comentários?

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS 

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Anúncios

Single Post Navigation

8 thoughts on “CORRUPÇÃO

  1. CãoPincha on said:

    Gostámos de ler o seu novo post sobre corrupção feito a nosso pedido.
    Não sabíamos que seria difícil enquadrá-la na psicologia social.
    A solução apresentada parece-nos difícil de ser atingida por causa dos adultos que foram ganhando cada vez mais vícios ao longo dos tempos.
    Que exemplos poderão eles dar se o seu comportamento já está muito viciado?

  2. Anónimo on said:

    Quando li o seu livro verifiquei que existia um outro sobre Negociação. Não será antes uma negociação feita sob pressão de alguém que têm mais poder: dinheiro ou benesses?

  3. CãoPincha on said:

    Já que falou na corrupção, qual a sua opinião acerca das afirmações feitas por Isabel Jonet, na página 35 do nº 288 da revista SÁBADO, de 5-11 Nov 2009, e especialmente em relação ao “financiamento à preguiça”, segundo Paulo Portas?

  4. anónimo on said:

    Que rico país em que os corruptores ficam impunes e são premiados com uma indemnização!

  5. CãoPincha on said:

    Na REN não devem encontrar corruptos mas sim curiosos e descuidados. Que grande país!

  6. M. de Noronha on said:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: