PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

FRUSTRAÇÃO

D. Fernanda Lima,Interacção-B30

Li o seu novo comentário, ao qual vou responder rapidamente depois de o transcrever a seguir. 

“Acabei de ler este post que me impressionou bastante e lembrei-me de uma amiga a quem estou a ajudar.
É casada mas, apesar de gostar do marido, dá-se mal com ele porque é um bruto e até chegou a bater-lhe.
Está sempre a inferiorizá-la porque ela é economista e ele empregado subordinado administrativo por não ter querido estudar quando podia e devia.Psicologia-B
Foram colegas de estudo e, enquanto ela passava dificuldades, ele tinha tudo porque o pai era um Quadro bancário.
Ele não estudou e ficou na mão de baixo.
Agora, ela está preocupada porque o seu único filho está em conflito com o pai, mas não o demonstra abertamente.
Poderei dar-lhe alguma ajuda?
Eu e o meu filho estamos bem. Até à próxima.”mario-70

Se a sua amiga ou conhecida casou, porque desejava, com um colega da escola e ele não «avançou» nos estudos porque não quis, a situação pode estar a provocar nele um sentimento de inferioridade que ele não deseja e não consegue suportar.
Se o marido dela não estudou e agora se sente arrependido, pode agora estar numa situação irremediável
de não conseguir resolver a situação a seu contento. Se gostasse do emprego, o desagrado talvez ficasse mitigado. Se não gosta, tudo se pode alterar se sofrer com essa inferiorização que não deseja e da qual não se pode livrar.
Provavelmente, deverá entrar em frustração, podendo adoptar comportamentos inadequados como deslocar a sua raiva contra algum alvo substitutivo. Dizer que ele agrediu a sua amiga já evidencia qualquer coisa Biblio
semelhante. Dizer que ele entra em conflito com o filho também pode ser outro dos sintomas previsíveis.
Se naquela família todos se dão «aparentemente» bem, os alvos mais fracos e vulneráveis para o marido, sem receio de represálias, são os dois elementos: mulher e filho.
A solução não é fácil. Seria necessário algum dos dois colocar uma barreira contra as suas «agressões», físicas ou verbais e a apresentar ou demonstrar alguma possibilidade de retaliação que não seria necessário levar a cabo.
Para tanto, é imprescindível que qualquer deles, de preferência a sua amiga, tenha ou adquira capacidade de raciocínio e visualização suficiente de possíveis acções no futuro capazes de demonstrar aquilo que é verbalizado como ameaça Imagina-Bde retaliação.
Será a sua amiga capaz de fazer isso sozinha ou necessitará de alguma ajuda psicológica ou psicoterapêutica?

Através da leitura do meu último livro, pode conseguir entrar em relaxamento, mas idealizar o que acabei
de enunciar deve ser bastante difícil. Contudo, lendo os livros mencionados no post em que fez o comentário e consultando o post CORRUPÇÃO, pode conseguir descobrir a solução por si própria se não necessitar de algum apoio psicológico directo.

Não consigo dizer mais nada porque estou a responder com alguma urgência, preocupado com a intervenção do filho da sua Acredita-Bamiga.

Contudo, quem deve estar a necessitar mais de ajuda psicológica é o pai, para conseguir mudar o seu comportamento. Depois disso, a mãe pode necessitar de ajuda para poder suportar o marido. Por fim, o filho pode ter de ser ajudado, por estar a «pagar por tabela».

Boa sorte para todos.

Já leu os comentários?Saude-B

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS 

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]arvore

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial“História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentáriosque são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Anúncios

Single Post Navigation

3 thoughts on “FRUSTRAÇÃO

  1. Fernanda Lima on said:

    Obrigada por uma resposta tão rápida.
    Como já tinha lido o seu post anterior, fiquei mais elucidada.
    Vou falar com a minha amiga que deve necessitar de ler muitos livros que ela deve poder adquirir.
    Senão, ajudo-a eu sem ser financeiramente.
    Mais uma vez agradecida,
    Fernanda Lima

  2. Já que falou na frustração, porque não fala também na punição? É um tema tão importante!

  3. Fernanda Lima on said:

    Mais uma pessoa beneficiou com as informações dadas neste poste. Também foi consultando todo o blogue a começar pelo primeiro de todos, de Novembro de 2010.
    Obrigada pela ajuda.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: