PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

Archive for the month “Maio, 2010”

DIFICULDADES COM OS FILHOS

D. Júlia,Saude-B
Li o seu comentário que transcrevo a seguir:

“Embora não tenha assistido à sua palestra no dia 2, na Biblioteca de Lagos, porque os filhos quiseram organizar uma festinha no Dia da Mãe, uma amiga que assistiu à mesma e com quem falei, disse-me que tinha sido interessante e que talvez me pudesse dar alguma ajuda.
O meu filho, com 17 anos, está completamente virado do avesso e não sabe o que fazer em relação aos estudos e ao futuro. Ainda está no 10º ano pela segunda vez, sem nunca ter reprovado. Por causa da actual crise, o meu marido teve de emigrar temporariamente.Imagina-B
O filho começou a ter más notas e não sabe o que fazer; parece que anda desorientado. Não sei em que companhias anda e a minha preocupação em participar na festinha deles foi por esse motivo.
A filha, três anos mais nova, ainda não me inspira cuidados.
Será que posso fazer alguma coisa antes que o meu marido volte da sua comissão e veja o filho desorientado?
Pode chamar-me Júlia.”

Como resposta muito rápida, por causa da oportunidade e da possível Maluco2gravidade do caso, posso dizer que acho estranho o seu filho «desorientar-se» no 10º ano, atingido regularmente, quando anteriormente não deu sinais de fraqueza.
O problema dele deve ser psicológico e deve necessitar de acompanhamento dum psicólogo. Não sei qual a sua disponibilidade para isso, já que não conheço alguns dados que são indispensáveis.

Contudo, se deseja que eu lhe dê alguma indicação, na impossibilidade de consultar um profissional honesto, competente e de confiança, posso dizer que me parece haver alguma associação entre a ausência do pai, a idade do filho, as dificuldades de escolha dum modo de vida e da crise actual que não deixa os jovens terem uma perspectiva boa do seu futuro.
Ter uma vida como a do pai, constituir família e estar fora dela por imposição financeira, pode ser desagradável para o rapaz, especialmente seDifíceis-B não conseguir «compreender e aceitar» as razões do seu afastamento temporário.
Pelos dados que não me deu mas que eu presumo poder inferir, parece que o rapaz se dava muito bem com o pai e que todos os membros da família conviviam harmoniosamente. Se não, a festa do Dia da Mãe não se teria realizado. Será que o rapaz se dava muito bem com o pai e necessita agora dele para conversar sobre o seu futuro e desfazer dúvidas?

Do mesmo modo como aconteceu com a Joana e com a filha do Antunes, o «problema» pode ser fácil de resolver se a senhora conseguir entrar no mundo do seu filho e conversar com ele, em profundidade, mesmo a contra-gosto Joana-Bdele, no início.
Se mantém com o seu marido uma comunicação regular e saudável, peça-lhe que fale directamente com o filho e lhe recomende que desabafe consigo os seus problemas para que a senhora lhe possa dar alguma ajuda. O marido até o pode «ameaçar» porque não está a gostar dos insucessos do filho, já que ele até se sacrificou para dar uma vida melhor a toda a família:
A conversa do pai com ele pode ser:

— Será que o filho tem o direito de o desiludir depois dos Psi-Bem-Csacrifícios que foram e estão a ser feitos pelos pais? 
— Como é que a mãe e a irmã estão a reagir?
— Qual a razão de ele estar agora a falhar?
— Qual a razão dos insucessos com as capacidades que possui?
— Não pode falar com a mãe para lhe expor os problemas que tiver?
— Se as coisas não correrem bem, terá de ser levado a um psicólogo ou psiquiatra!
— Que fale primeiro, para não ter de se queixar depois.

Este «discurso» do pai, pode ajudar o filho a entrar em conversação consigo, já que parece haver uma tentativa de sintonia Psicologia-Batravés da festinha do Dia da Mãe. Aproveite a oportunidade.

Em relação à mãe, posso recomendar que não se esqueça que a
associação
entre um facto qualquer e um comportamento (bom ou mau), ocasiona reforço que provoca aprendizagem que se vai consolidando com a repetição desse comportamento e o reforço que o mesmo proporciona.

Se o filho aprender a fugir de si e tiver reforço com isso (positivo ou negativo), a aprendizagem ficará realizada e consolidada com o reforço aleatório que o rapaz obtiver.

Compreenda bem a situação e, se a sua amiga possuir os livros sobre a Acredita-BJOANA e sobre o ANTUNES, é provável que os possa emprestar para os ler com toda a atenção e cuidado. Verificará como uma simples intervenção atempada pode ajudar a mudar todo um curso de vida que, de outra maneira, seria desagradável como aconteceu com a CIDÁLIA. E, se a intervenção com ela não tivesse acontecido no momento oportuno, não sei o que lhe aconteceria com a sua «iniciação» na «bebida» e no «sexo».

Incite o seu filho a enfrentar os problemas da vida que nunca deixarão deexistir. Faça compreender que até o pai pode ficar muito orgulhoso com a sua capacidade de ultrapassar as dificuldades.Consegui-B

Se nada disto der resultado, é bom que consulte um psicólogo para desfazer as dúvidas e minorar as dificuldades. Lembre-se que muitas dúvidas terão de ser eliminadas em relação à interacção familiar e à personalidade do seu filho. Eu não tive acesso ao seu esclarecimento, que é muito difícil sem ser em situação de entrevista, consulta ou prova psicológica.

Boa sorte e, se possível, vá dando notícias ou fazendo perguntas.

Já leu os comentários?arvore

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Post Navigation

%d bloggers like this: