PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

DIFICULDADES COM OS FILHOS

D. Júlia,Saude-B
Li o seu comentário que transcrevo a seguir:

“Embora não tenha assistido à sua palestra no dia 2, na Biblioteca de Lagos, porque os filhos quiseram organizar uma festinha no Dia da Mãe, uma amiga que assistiu à mesma e com quem falei, disse-me que tinha sido interessante e que talvez me pudesse dar alguma ajuda.
O meu filho, com 17 anos, está completamente virado do avesso e não sabe o que fazer em relação aos estudos e ao futuro. Ainda está no 10º ano pela segunda vez, sem nunca ter reprovado. Por causa da actual crise, o meu marido teve de emigrar temporariamente.Imagina-B
O filho começou a ter más notas e não sabe o que fazer; parece que anda desorientado. Não sei em que companhias anda e a minha preocupação em participar na festinha deles foi por esse motivo.
A filha, três anos mais nova, ainda não me inspira cuidados.
Será que posso fazer alguma coisa antes que o meu marido volte da sua comissão e veja o filho desorientado?
Pode chamar-me Júlia.”

Como resposta muito rápida, por causa da oportunidade e da possível Maluco2gravidade do caso, posso dizer que acho estranho o seu filho «desorientar-se» no 10º ano, atingido regularmente, quando anteriormente não deu sinais de fraqueza.
O problema dele deve ser psicológico e deve necessitar de acompanhamento dum psicólogo. Não sei qual a sua disponibilidade para isso, já que não conheço alguns dados que são indispensáveis.

Contudo, se deseja que eu lhe dê alguma indicação, na impossibilidade de consultar um profissional honesto, competente e de confiança, posso dizer que me parece haver alguma associação entre a ausência do pai, a idade do filho, as dificuldades de escolha dum modo de vida e da crise actual que não deixa os jovens terem uma perspectiva boa do seu futuro.
Ter uma vida como a do pai, constituir família e estar fora dela por imposição financeira, pode ser desagradável para o rapaz, especialmente seDifíceis-B não conseguir «compreender e aceitar» as razões do seu afastamento temporário.
Pelos dados que não me deu mas que eu presumo poder inferir, parece que o rapaz se dava muito bem com o pai e que todos os membros da família conviviam harmoniosamente. Se não, a festa do Dia da Mãe não se teria realizado. Será que o rapaz se dava muito bem com o pai e necessita agora dele para conversar sobre o seu futuro e desfazer dúvidas?

Do mesmo modo como aconteceu com a Joana e com a filha do Antunes, o «problema» pode ser fácil de resolver se a senhora conseguir entrar no mundo do seu filho e conversar com ele, em profundidade, mesmo a contra-gosto Joana-Bdele, no início.
Se mantém com o seu marido uma comunicação regular e saudável, peça-lhe que fale directamente com o filho e lhe recomende que desabafe consigo os seus problemas para que a senhora lhe possa dar alguma ajuda. O marido até o pode «ameaçar» porque não está a gostar dos insucessos do filho, já que ele até se sacrificou para dar uma vida melhor a toda a família:
A conversa do pai com ele pode ser:

— Será que o filho tem o direito de o desiludir depois dos Psi-Bem-Csacrifícios que foram e estão a ser feitos pelos pais? 
— Como é que a mãe e a irmã estão a reagir?
— Qual a razão de ele estar agora a falhar?
— Qual a razão dos insucessos com as capacidades que possui?
— Não pode falar com a mãe para lhe expor os problemas que tiver?
— Se as coisas não correrem bem, terá de ser levado a um psicólogo ou psiquiatra!
— Que fale primeiro, para não ter de se queixar depois.

Este «discurso» do pai, pode ajudar o filho a entrar em conversação consigo, já que parece haver uma tentativa de sintonia Psicologia-Batravés da festinha do Dia da Mãe. Aproveite a oportunidade.

Em relação à mãe, posso recomendar que não se esqueça que a
associação
entre um facto qualquer e um comportamento (bom ou mau), ocasiona reforço que provoca aprendizagem que se vai consolidando com a repetição desse comportamento e o reforço que o mesmo proporciona.

Se o filho aprender a fugir de si e tiver reforço com isso (positivo ou negativo), a aprendizagem ficará realizada e consolidada com o reforço aleatório que o rapaz obtiver.

Compreenda bem a situação e, se a sua amiga possuir os livros sobre a Acredita-BJOANA e sobre o ANTUNES, é provável que os possa emprestar para os ler com toda a atenção e cuidado. Verificará como uma simples intervenção atempada pode ajudar a mudar todo um curso de vida que, de outra maneira, seria desagradável como aconteceu com a CIDÁLIA. E, se a intervenção com ela não tivesse acontecido no momento oportuno, não sei o que lhe aconteceria com a sua «iniciação» na «bebida» e no «sexo».

Incite o seu filho a enfrentar os problemas da vida que nunca deixarão deexistir. Faça compreender que até o pai pode ficar muito orgulhoso com a sua capacidade de ultrapassar as dificuldades.Consegui-B

Se nada disto der resultado, é bom que consulte um psicólogo para desfazer as dúvidas e minorar as dificuldades. Lembre-se que muitas dúvidas terão de ser eliminadas em relação à interacção familiar e à personalidade do seu filho. Eu não tive acesso ao seu esclarecimento, que é muito difícil sem ser em situação de entrevista, consulta ou prova psicológica.

Boa sorte e, se possível, vá dando notícias ou fazendo perguntas.

Já leu os comentários?arvore

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Anúncios

Single Post Navigation

6 thoughts on “DIFICULDADES COM OS FILHOS

  1. Júlia on said:

    Estava ansiosa por receber uma resposta. Obrigada pela rapidez. Já telefonei ao meu marido e ele concordou com tudo, mas vai telefonar ao filho só amanhã. Vai pensar no assunto e preparar-se melhor.
    Tem razão quando julga que o relacionamento familiar seria bom. De facto, era muito bom antes de meu marido ter ido para fora. O filho era muitíssimo amigo do pai e é uma grande falta para ele. Agora, quase nunca se pode falar porque os telefonemas são muito caros. Na região do petróleo onde ele está tudo é caro, mas não deve tardar muito ele poder estar de novo em casa. Esperemos que tudo corra pelo melhor e vou já mandar o meu endereço para o seu e-mail a fim de me mandar, contra reembolso, os livros que julgar necessários. O da JOANA vou pedir emprestado para não perder tempo.
    Até à próxima. Obrigada por tudo.
    Júlia.

  2. Júlia on said:

    Já recebi os cinco livros que me mandou para o endereço indicado, que é o de uma amiga.
    Obrigada.
    Em breve darei informações sobre o resultado do telefonema do marido e do comportamento do filho.
    Júlia

  3. Já li os livros que recebi e digo que gostei mais do da JOANA.
    O meu filho está a estudar afincadamente, já respondeu a algumas provas que estavam atrasadas e teve positivas.
    Darei notícias logo que me pareça oportuno.
    Obrigada por tudo
    Júlia.

  4. Júlia on said:

    Vou enviar-lhe um e-mail com pormenores de tudo o que se passou. Pode publicar se entender. Os resultados que o filho me apresentou ontem são muito encorajantes. O pai vai saber hoje à noite. Obrigada. Júlia.

  5. Anónima on said:

    Li este post bem como o seguinte que me deixaram bastante sensibilizada. Falei com pessoas que assistiram às palestras na Biblioteca Municipal de Lagos e consegui que me emprestassem os seus últimos quatro livros para dar uma rápida vista de olhos. O JOANA a traquina ou simplesmente criança? e Eu também CONSEGUI! Foram os que me impressionaram mais. Tenho de os ler mais vezes, com calma. Agradeço que os mande contra reembolso para o endereço que vou indicar no e-mail que enviarei hoje mesmo. Estou separada do meu marido, com uma filha de 10 anos que está comigo. Espero que não venha a ter problemas com ela porque está a começar a ter um comportamento pouco coincidente com o habitual. Agradeço os conselhos dados no blog o qual vou começar a consultar mais frequentemente, especialmente os comentários.

  6. Estive a consultar o antigo jornal TIL, de Portimão, que já não existe, e gostei dos aconselhamentos dados às pessoas que apresentaram as suas dificuldades. Contudo, não consegui encontrar lá respostas às minhas necessidades. Uma das alunas do ISMAT aconselhou-me a fazer um comentário em qualquer poste do seu blogue que estive agora a consultar. Nele, não consegui uma resposta totalmente satisfatória para o meu caso.
    A minha filha de 3 anos e meio, que teve sempre um percurso regular nos hábitos higiénicos, começou, de repente, há cerca de 4 meses, a deixar de fazer cocó durante dias e a exigir a colocação de fraldas recusando sentar-se na sanita.
    Ela tem uma irmã 2 anos mais nova de quem sempre mostrou gostar muito até há cerca de 6 meses. A pequenina, ainda usa fraldas. Nós tentamos amimar a mais velha e convencê-la a sentar-se na sanita, sem resultado. O mais que podemos fazer, é ficar com ela na casa-de-banho e convencê-la a fazer cocó, quando chora muito e diz que dói a barriga. Depois de lá ficar muito tempo sem resultado, utilizamos a fralda para ela poder evacuar raramente, quando quiser.
    Apesar de todos os conselhos que lhe damos e dos mimos que fazemos, ela exige a fralda, queixa-se constantemente de dor de barriga e mostra não gostar da irmã. Já consultamos médicos que nos dizem não haver qualquer dificuldade orgânica. Aconselham supositórios e clisteres que produzem cada vez menos resultado.
    Poderei ter alguma ajuda?
    Maria

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: