PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

UM NOVO APOIO PSICOTERAPÊUTICO?

Ontem, à saída do consultório, um paciente que já me conhecia há bastante tempo, disse-me:mario-70

 – Há um rapaz que tem os mesmos sintomas do que eu. Perdeu o emprego e agora está em casa e não quer sair de lá com medo. Já lhe dei a conhecer a minha situação.

Como ele queria continuar a conversa, respondi-lhe sumariamente:
– Antes de tudo, lembre-se que esses sintomas de que fala são as manifestações provocados pelos problemas. Enquanto as respostas, comportamentos ou sintomatologia, parecem idênticas, as causas podem ser diferentes. Até no caso do Júlio (E), quando ele dizia que os sintomas eram iguais aos do Rui, apenas dizia que ele também se sentia Maluco2desorientado como o Rui. Porque seria? Sendo ambos duma terra próxima de Coimbra, enquanto o Júlio se tinha sentido «desterrado» em Lisboa onde esteve a estudar, o Rui sentia-se humilhado no seu local de trabalho. Foi necessário «atacar» as causas dos sintomas. Quando ler o livro “Eu Não Sou MALUCO!”  (E) vai compreender melhor toda esta problemática.

Perante a sua insistência em tratar desta situação, com outra pergunta acerca daquilo que ele poderia fazer, já que o rapaz não tinha agora dinheiro para a consulta, tive de lhe responder:
– Como agora estou cansado e não tenho tempo de lhe explicar pormenorizadamente tudo, vou tentar fazer um post até ao fim Consegui-Bdesta semana. Os dois podem ler esse post com muita atenção.

Por este motivo, começando pela resposta que poderia dar no fim do último reparo, a fim de que a mesma seja útil a outras pessoas nas mesmas circunstâncias, este post vai ter o formato de um diálogo que, provavelmente, iria ter com ele:
– Antes de tudo, temos de compreender que nas consultas particulares, isto é, que não são realizadas nos organismos do Estado, os especialistas necessitam de ter consultórios particulares que são dispendiosos na sua manutenção. Além disso, têm de pagar impostos sobre os seus ganhos, o que na totalidade consome mais de metade dos proventos da consulta. Fazer psicoterapia gratuitamente nestas condições, sem ser em instalações do Estado, é Psicopata-Bquase impossível.

 – Há alguma solução para estes casos? 
– Da minha parte, acho que sim. Já disse isto claramente mantendo o blog que ajudou muitas pessoas e pode continuar a fazê-lo. Se não tenho possibilidades de fazer consultas gratuitas, com o blog, pelo menos ajudo uma maior quantidade de pessoas que puderem e desejarem aproveitar-se desta oportunidade. É só ler os comentários que dizem o que cada um conseguiu. Essa leitura e treino não podem ser feitas por qualquer outra pessoa além do próprio.

 – Então, como é que posso ajudar esse meu amigo ou conhecido? Acredita-B
– Como ele não consegue sair de casa, mas deve ter um computador com internet, começa por consultar o post AUTOTERAPIA de 24 de Fevereiro de 2009, do anterior blog PSICOLOGIA PARA TODOS e tenta praticar aquilo que é recomendado.

 – Se não conseguir fazer isso ou, mesmo que consiga, se necessitar de mais alguma coisa?
– Vai aos posts LIVROS DISPONÍVEIS, de 15 de Setembro, CONTEÚDO DAS OBRAS, de 9 de Outubro e PUBLICAÇÕES DIVERSAS, todos de 2010, deste blog, sem se esquecer de ler também os comentários que são muito importantes. Escolhe aquilo que mais lhe interessa e tenta ir a uma biblioteca que tenha esse material, ou pede emprestado a Depressão-Bquem o tenha ou procura adquiri-lo directamente.

 – Se quiser adquirir, o que é mais recomendável?
– Nos posts cuja leitura acabei de recomendar, existem sumários do conteúdo de cada livro. Mas posso recomendar que haja uma leitura sequenciada:
SAÚDE MENTAL sem psicopatologia (A): Apresenta resumidamente o panorama da doença mental, das suas causas, evolução, sintomas, consequências e possibilidades de tratamento. É importante compreender que se torna necessário e vantajoso compreender o mecanismo de poder fazer retardar uma resposta precipitada, que pode indicar a existência duma má aprendizagem ou duma situação traumática ou neurótica.
ACREDITA EM TI. SÊ PERSEVERANTE (B): O Antunes fez o que ficou recomendado no post AUTOTERAPIA. BiblioRealizou todo o trabalho sozinho!
Eu Também CONSEGUI! (C): A Cidália, seguindo os passos do Antunes com alguma dificuldade apesar de ter sido ajudada também em psicoterapia, só conseguiu melhoras substanciais depois de ter lido também a experiência do Tiago.
Eu Não Sou MALUCO! (E): O Júlio fez o trabalho quase sozinho, orientado à distância e com muita conversa com o psicoterapeuta à mesa de um café. O Rui foi apoiado num hospital.
PSICOTERAPIAS BEM SUCEDIDAS – 4 casos (L): A Cristina, a Germana, o Januário, o «Mijão» e o seu afilhado, foram bem sucedidos na resolução dos seus problemas, depois de apoiados em psicoterapia, mas também com a execução dos exercícios recomendados na AUTOTERAPIA acima citada.neuropsicologia-B
COMBATA OU EVITE A DEPRESSÃO (H): A Isilda mudou completamente de vida depois de ter sido submetida a psicoterapia por causa da sua tentativa de suicídio. A «nova paciente» foi capaz de melhorar «trabalhando» muito em casa, depois de ter lido a experiência da Isilda.
PSICOPATA! Eu? (G): O Joel conseguiu montar o seu próprio «negócio» depois da psicoterapia, feita quando foi «diagnosticado» como «psicopata», devido a uma tentativa de tentar matar a noiva pela terceira vez.
PSICOLOGIA PARA TODOS F): É a explicação de como funcionamos mentalmente e reagimos aos estímulos do meio Psicologia-Bambiente. Se influenciarmos as causas, poderemos ter os efeitos desejados.
INTERACÇÃO SOCIAL (K): É a apresentação do nosso funcionamento em grupo ou numa sociedade. É importante nas empresas e nas organizações.
NEUROPSICOLOGIA NA REEDUCAÇÃO E REABILITAÇÃO (I): Indica como se pode proceder em casos de dificuldades escolares. O Antunes começou por aí e resolveu sucessivamente os problemas de filha e do resto da família.

 – Tantos livros? 
Tanto quanto sei, o comentário do António, no post RESULTADO DE UM ACONSELHAMENTO 2, de 28 de Dezembro Interacção-B30de 2010, diz claramente que a aquisição de 3 livros ficou-lhe muito mais em conta do que uma consulta, talvez metade, e ajudou muito.
“Não é necessário adquirir e consultar todos os livros mas ir consultando à medida das necessidades. Para isso, também existe o post CONTEÚDO DAS OBRAS que dá as indicações de cada um e informa quais são os outros livros que poderão ser consultados enquanto o livro referenciado não estiver publicado. O post PUBLICAÇÕES DIVERSAS também pode servir para fazer essa escolha.”

 – Se necessitar de alguma consulta, como se pode escolher um psicólogo em quem possa confiar? 
– Julgo que existe sempre o recurso de pedir a opinião de várias pessoas sobre o especialista a escolher. Também é possível Psi-Bem-Crecorrer às pessoas ligadas aos consultórios. Além disso, tentar saber quais as credenciais que o especialista possui, não é má ideia. Apedido de antigos pacientes,  as minhas habilitações profissionais estão apresentadas no post MEU PERFIL, de 10 de Dezembro de 2010.

 – No caso de não se poder ir à consulta, não haver livros nem dinheiro para os adquirir, há alguma alternativa?
– O blog foi feito essencialmente para isso. Com ele gasto muitas horas de  descanso e lazer na leitura, consulta de bibliografia e preparação dos posts. Se não tenho possibilidades de fazer consultas gratuitas atendendo uma só pessoa, este blog é uma consulta gratuita a muitas pessoas que podem ler os seus diversos posts quando e onde quiserem. É Difíceis-Bnecessário que se disponham a isso e que não queiram que os outros façam o trabalho delas. O Antunes leu muito daquilo que foi apresentado no livro IMAGINAÇÃO ORIENTADA (J) em termos de conversa, porque já estava publicado nas brochuras do Centro de Psicologia Clínica. Mas, «trabalhou» muito mais. Ninguém o obrigou a isso. Se, em vez disso, se entregasse nas mãos dos psicoterapeutas com a atitude de “Vão trabalhando que eu vou vendo e depois, direi o que correu mal”, provavelmente, ainda hoje estaria com a sua depressão e talvez, afogado em comprimidos. O Júlio e o Rui também. E a Cidália, a Isilda, o Januário, o Joel e a Germana? O «Mijão» ainda estaria a «molhar» a cama, aos 50 ou 60 anos?
“Sabe quanto pouparam eles em consultas com o procedimento de colaborarem na psicoterapia e de se treinarem no relaxamento em casa todas as noites? Não será muito mais de metade do que gastariam numa psicoterapia convencional sem Joana-Btreino em casa? Basta ler os livros com os relatos das suas psicoterapias e fazer a comparação entre os que colaboraram mais e menos. E o tempo que pouparam na psicoterapia e na obtenção de bons resultados?
“Saber o que os outros fizeram, como e quais as dificuldades que superaram, é muito importante para se obterem modelos de actuação que nunca serão iguais, mas que, com bom senso e algum trabalho, se irão adaptando ao próprio.
“Nestas condições, é melhor ir ao post HISTÓRIA DO NOSSO BLOG, sempre actualizada, de Novembro de 2009, escolher o assunto que interessa e consultá-lo de imediato. Havendo algumas dúvidas quanto aos títulos dos posts, pode-se começar a lero primeiro ou último post, dar um golpe de vista por todos sequencialmente e escolher aquele que mais interessa no momento, deixando para segunda consulta os restantes. É bom que cada um veja os posts, um porImagina-B um, e descubra aquele que mais lhe diz respeito.
“Parece que neste procedimento a pessoa não vai gastar coisa alguma além da electricidade e telefone para o computador e internet, ficando também apta a dar, aos outros, algum apoio que inicialmente desejou para si.”

 – Quer dizer que o trabalho de cada um é importante?
– Como já deve ter depreendido com aquilo que aconteceu consigo, as coisas ficaram em «banho-maria» durante bastante tempo. Bastou haver uma ligeira mudança na sua atitude mental no sentido da colaboração e de trabalho, para as coisas mudarem por completo. O trabalho de cada um não é só importante: É ESSENCIAL!
Para terminar, às vezes, enquanto estão em psicoterapia, aos pacientes que arranjam mil e uma desculpas para não fazerem o Organizar-Brelaxamento em casa, pelo menos durante 5 minutos, à hora de dormir, para com isso encurtar em tempo e melhorando os resultados da psicoterapia, apetece-me dizer:
VAI TRABALHAR MALANDRO!
É o que resmungávamos em surdina, para os oficiais do Estado Maior que, sentados nos seus gabinetes com ar condicionado e sem nunca terem ido para o mato — a não ser nas visitas com os «manda-chuvas» — nos recebiam em Luanda depois das missões de terra e ar, para relatarmos os acontecimentos.
Às vezes, alguns pacientes necessitam desse incentivo.

Já leu os comentários?arvore

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado. 

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Anúncios

Single Post Navigation

5 thoughts on “UM NOVO APOIO PSICOTERAPÊUTICO?

  1. CãoPincha on said:

    Já reparou que na televisão disseram que um magistrado do Tribunal de Sintra não deixou arrombar a porta da casa duma senhora idosa da Rinchoa para saber do seu paradeiro? Alguns vizinhos não a viam há bastante tempo e o primo deu pela sua falta e da não abertura da porta da casa.
    Parece que era uma magistrada que queria que a casa cheirasse mal!
    O que diz a isso?

    • Não digo coisa alguma mais do que disse no meu post SÍNDROME DE PERSEGUIÇÃO FILIAL, de 24 de Janeiro de 2010. Ainda bem que é uma magistrada, porque se fosse um juiz, poderia imaginar que era o mesmo que me «fez falecer» em 1989. Basta ler o post para compreender a beleza de Justiça que temos para nós. Em psicologia, não haveria psicoterapia alguma que os pudese sublimar.

  2. Desde há algum tempo estou a consultar este blogue.
    Tenho gostado dos postes especialmente os que dizem respeito à psicoterapia.
    Tenho alguns problemas que gostaria de resolver.
    Tento fazer os exercícios recomendados mas não tenho sorte.
    Devo necessitar de psicoterapia porque não consigo fazer o que fez o António que comprou os 3 livros.
    Não consigo encontrar meio de comunicação com o consultório.
    Pode-me dizer alguma coisa mais do que disse neste poste?
    Pode dizer quando vai sair “Eu Não Sou Maluco!”?

    • Espero que “Eu Não Sou Maluco!” seja publicado em breve.
      O número de telefone do consultório, que se situa numa clínica perto do Centro de Saúde de Mem Martins, vou colocá-lo no post MEU PERFIL, de Dezembro de 2010.
      Estou interessado em que as pessoas que não me conhecem, nem têm as minhas referências, conheçam o meu perfil antes de irem para a consulta.

  3. Quando vi na SIC Mulher o programa dos gordos que querem emagracer “The Biggest Loser”, lembrei-me da tentativa de desistência dos pacientes. Se neste programa os concorrentes sofrem imenso para emagrecer mas continuam, qual a razão de desistirem na psicoterapia que pode ser feita ou completada em casa?
    É um contrasenso querer mais emagrecer e apresentar uma boa figura do que ter uma cabeça a funcionar bem e o corpo a obedecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: