PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

REFORÇO DO COMPORTAMENTO INCOMPATÍVEL 2

“Este comentário não tem nada a ver com este poste.Interacção-B30
Estive a ver o vosso blogue anterior psicologiaparaque.blogspot.com e descobri que em 20 de Agosto de 2008 foi feito um poste sobre reforço do comportamento incompatível como resposta a uma pergunta da amiga da Alice.
Como tenho alguns problemas que me preocupam agora, pergunto se poderei utilizar essa técnica comigo mesma para aliviar um pouco a minha cabeça.
Não sei se já está publicado o livro de que falam e como o adquirir.
AnónimaPsicologia-B

 Em função do comentário acima citado, que foi feito no post O Egipto de Mubarak, de 13Fev11, vou transcrever três trechos do novo livro PSICOLOGIA PARA TODOS” que será publicado em breve, depois de Eu Não Sou MALUCO!”

Os trechos indicam como utilizámos connosco o reforço do comportamento incompatível, em momentos em que a vida exigia muito trabalho e proporcionava imensas complicações, muito mais do que agora, com os livros que estamos a refundir e preparar para edição.mario-70

 Pág. 18
Os casos reais que aqui se descrevem, comprovam as considerações  tecidas, bem como o que se realizou e é possível atingir através da aplicação das técnicas de modificação comportamental da ciência psicológica, demonstrando os efeitos das contingências do meio ambiente na nossa aprendizagem do dia-a-dia. 
 Também não nos podemos esquecer da grande influência que é exercida nos nossos comportamentos e na vivência social, pelos factos que ocorreram no passado, alguns dos quais deixaram de ser lembrados há muito, quer pela nossa vontade, quer por não nos causarem interesse específico naquele momento.Saude-B
“Pela nossa parte, relembramos muito o prazer que tínhamos em ir ao Bar Atlântico do Hotel Golfinho, só para dançar ao som das magníficas músicas dos primeiros anos do século XX, tocadas pelo «Armandinho» que também nos deliciava com as suas anedotas, relacionadas com alentejanos, contadas nos intervalos.
Às vezes, como em todos os casos, estas recordações ficam simplesmente relegadas para o passado, bem no fundo duma espécie de baú que ficou guardado no canto mais recôndito do sótão, da cave ou de qualquer outro local pouco utilizado.
São factos do dia-a-dia que todos nós vivemos.Psicopata-B

Pág. 54
“A propósito dos vícios que podem ser bons ou maus, lembramo-nos do nosso «viciozinho bom» que tínhamos, desde finais de 1970, de ir, quase impreterivelmente, ao Bar Atlântico do Hotel Golfinho, sempre que estávamos em Lagos.
Já tínhamos ido a muitas discotecas e bares de Hotel em Lisboa, Albufeira, Portimão, Alvor e Lagos mas nenhum nos tinha agradado tanto como «o do Armandinho». O reforço obtido com o seu comportamento de tocar aquelas músicas, naquele local, naquelas condições, tinha-nos provocado tanto reforço secundário positivo e negativo que nos era Maluco2difícil deixar de ir lá dançar sempre que pudéssemos. 
O vício instalou-se mas, depois da «morte anti-natural» do Golfinho, nos princípios deste século e, com ele, da música e da animação do «Armandinho», a falta consistente desse reforço que nos era muito querido extingiu o nosso comportamento até hoje, Verão de 2010, à espera que algum dia tudo mude de figura.

 Pág. 102
Nesta técnica, podemos enquadrar também com perfeição aquilo que se passou connosco e que foi mencionado nas páginas 18 e 54 deste livro.
Ao ouvirmos as anedotas dos alentejanos, contadas com prazer pelo inconfundível «Armandinho» que também nos deliciou Imagina-Bsempre com as suas músicas para dançar, não conseguíamos pensar nas agruras de vida que sempre nos acompanham. Era um bálsamo para os dissabores.
Com este reforço secundário negativo, não nos restava outra hipótese senão, além de ficarmos viciados no «Armandinho», o mesmo funcionar como reforço do comportamento incompatível fazendo esquecer as desventuras do dia-a-dia.

Esta técnica é uma das melhores, sem efeitos coletarais e fácil de aplicar (ver também o post REFORÇO DO COMPORTAMENTO INCOMPATÍVEL, de 20 AGO 2008 no anterior blog PSICOLOGIA PARA TODOS).”Difíceis-B
Este tipo de psicoterapia é baseada também na técnica de INIBIÇÃO RECÍPROCA (Wolpe, 1952 e 1958) em que o favorecimento duma resposta comportamental antagonista daquela que se deseja eliminar, acaba por eliminar esta, se a primeira for consistentemente favorecida e aumentada.

A técnica de IMPEDIMENTO DE RESPOSTA (Response Prevention) é quase semelhante porque tenta evitar uma resposta que não interessa ou é indesejável, sem se utilizar a punição.

                                                                  ***************

Esta é uma técnica que sempre utilizámos e que continuámos a utilizar através do nosso blog que nos desvia as atenções das Psi-Bem-Cpreocupações com os livros.
É bom todos saberem que os psicólogos também utilizam as técnicas consigo próprios, a não ser que tenham a veleidade de dizer que eles são «normais» enquanto os pacientes são «anormais».
Com os pacientes, aprendemos muito. Colocam-nos, às vezes, problemas difíceis nos quais temos de pensar e tentar solucionar. Observando-os com cuidado, olhamo-nos muitas vezes ao espelho. Apresentam situações que temos de ultrapassar com criatividade e coragem para não nos sentirmos incompetentes.
São essencialmente os comentários e, especialmente, os moderados que nos fazem «esbarrar» nas várias dúvidas, reclamações, estimulações e agradecimentos que nos passariam despercebidos sem a «moderação».
Obrigado pelo comentário devidamente feito.

Boa sorte.

Já leu os comentários?arvore

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado. 

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

 

Anúncios

Single Post Navigation

2 thoughts on “REFORÇO DO COMPORTAMENTO INCOMPATÍVEL 2

  1. Anónimo on said:

    Já li este poste e o anterior sobre o reforço do comportamento incompatível.
    Sou pai solteiro e tenho uma filha que desejo educar o melhor que puder dentro das minhas possibilidades.
    Será possível dar-me mais algum exemplo sobre esta técnica?
    Às vezes parece que a devo utilizar quando ela fala sobre a mãe e eu não posso dar as respostas todas.
    Compreenda a minha situação.

    • Vou tentar dar uma resposta logo que tenha disponibilidade, mas espero que leia um post em que um rapaz queria saber do pai o que se passara com a mãe, que tinha abandonado a família quando ele era pequeno.
      Vá vendo os outros posts enquanto não lhe der a resposta com um caso passado comigo descrito no livro da JOANA.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: