PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

CONSEQUÊNCIAS e PREVISÕES

No dia de Carnaval, uma pessoa amiga que não via há muito tempo, mostrou-me a fotografia da filha sentada dentro duma Joana-Bmáquina de lavar a roupa e perguntou-me:
– Que tal a foto da minha filhota que completa hoje 10 meses?

Embora não conseguisse aperceber-me se a cara da criança aparentava satisfação ou insatisfação, disse-lhe que a fotografia estava interessante, mas fiquei apreensivo com o que vi.
Entretanto, olhando para a minha fisionomia de preocupação, essa pessoa descobriu que eu não estava muito satisfeito, pelo que voltou a perguntar:
– Não acha que está bem?Psicologia-B

Não tendo a certeza de que não era uma fotomontagem e achando que era uma foto verdadeira, consegui dizer que me tinham surgido várias ideias acerca de toda a situação.

1.       Se a criança de 10 meses estivesse satisfeita com a fotografia, poderia tirar daí reforço positivo e lembrar-se de repetir mais tarde a mesma proeza. Se assim acontecesse, não poderia ela repeti-la sem a presença de qualquer adulto sujeitando-se a ficar dentro da máquina, com ou sem a porta fechada, mas mexendo no tambor que poderia movimentar-se desorientando-a e sem a deixar sair do local? O que poderia acontecer? Que traumatismos poderia sofrer? E se a porta se fechasse sem ninguém lá perto, o que seria do ar para Interacção-B30respirar?
2.       Se a criança não estivesse satisfeita, poderia imaginar que era um castigo? Que reforço iria obter com essa situação? No futuro, gostaria de máquinas de lavar ou teria alguma fobia em relação às mesmas? Se apanhasse algum susto, seria uma causa de futura claustrofobia?
3.       Se os pais tivessem mostrado ou mostrassem satisfação com a
fotografia, a criança obteria reforço vicariante? Seria um incentivo para futuros comportamentos semelhantes de entrar numa máquina de lavar louça ou equipamento semelhante? É necessário contar com a possibilidade de generalização.Psicopata-B
4.       Sofrendo algum traumatismo, que implicações poderia haver no futuro?

Se os pais ou as situações ocasionarem inadvertida ou subrepticiamente reforços inadequados em momentos inoportunos, podem estar a ocasionar modificações do comportamento, ou aprendizagens que não são benéficas. Todas as possíveis contingências devem ser tomadas em consideração.

Tudo isto tem de ser devidamente pensado para que, por desconhecimento, os nossos bem-intencionados comportamentos não influenciem negativamente toda uma actividade ou, às vezes, perturbações que se podem evitar.Maluco2

Conhecer o caso da Cristina – assim como os de muitos outros descritos nos diversos livros citados nos posts deste blog – é o suficiente para compreender que uma ligeira acção mal executada ou inoportuna e quase imperceptível no momento, pode dar origem a muitas horas de sofrimento e de terapia totalmente dispensável se a «educação» for noutro sentido.

Saber evitar as possíveis consequências dos nossos actos, às vezes mal pensados e pior executados, pode dar origem a uma previsão desagradável que não desejamos. São as contingências que podemos evitar com o conhecimento da psicologia e da modificação do comportamento.Acredita-B
Foi por motivos deste tipo que também fizemos, em tempos, os posts
Encoprose, de 04Set10 e Desorientação, de 05Set10.

Evitar é sempre melhor e menos doloroso do que remediar. É assim que se fazem as profilaxias do AVC e da Obesidade e se poderia ter feito com a crise económica e financeira em que estamos mergulhados.

http://cmtv.sapo.pt/atualidade/detalhe/menino-chines-resgatado-de-maquina-de-lavar.html

Já leu os comentários?arvore

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

 

Anúncios

Single Post Navigation

11 thoughts on “CONSEQUÊNCIAS e PREVISÕES

  1. Conversador on said:

    Já estou na posse dos dois livros — da Cidália e da Cristina — que tinha pedido para me comprarem.
    Vou começar a lê-los hoje à noite.
    Gostei imenso dos 5 volumos sobre modificação do comportamento.
    Obrigado por este poste porque me abriu um bocado os olhos para as burradas que fazemos sem querer.
    Depois queixamo-nos, mas sem razão: já tarde.
    Estou a lembrar-me de coisas semelhantes que me aconteceram! Temos de abrir os olhos a tempo e ver bem antes que seja tarde.
    Obrigado pela ajuda e pelos livros.
    Gostamos muito de ver os vossos postes e já fizemos um link <PSICOLOGIA PARA TODOS> para vocês. Continuem sempre assim.

  2. Anónima on said:

    Achei interessante este poste que nos alerta para certas coisas que fazemos por brincadeira e que depois podem dar para o torto.

  3. Anónima on said:

    Quando estava a ver hoje a última parte do programa da Praça da Alegria, soube que o caso do Leonardo estava a arrastar-se nos Tribunais há 10 anos.
    Ingeriu uma substância tóxica quando estava num infantário, próximo de Vila Franca de Xira.
    Desde então tem sido para ele um sofrimento com constantes intervenções cirúrgicas de que quase nunca mais se verá livre.
    Se os infantários estivessem obrigados ao seguro, o caso poderia não demorar tanto tempo.
    Se houvesse mais fiscalização do Estado talvez o acidente não acontecesse.
    Mas se os responsáveis do infantário tivessem mais cuidado, talvez se tivesse evitado o acidente.
    Por isso, gostei deste poste que previne muita gente contra os actos que todos cometemos sem intenções mas com descuidos que se podem evitar.
    É bom ter estes alertas.
    Já tenho filhos cescidos mas também posso ter netos. Obrigada.

  4. Anónima on said:

    Gostei deste poste que nos faz recordar as muitas «asneiras» que fazemos sem querer.
    Ainda bem que nos deixa esta alerta!

  5. Anónimo on said:

    Estes comportamentos dos mais velhos (às vezes, dos pais) não dão direito a considerar que a criança está a ser maltratada? Não pode ser considerado um crime público e denunciado como tal?

    • Não sou perito em leis. Contudo, em psicologia, dei a contribuição pública que me foi possível, para que outros pais não cometam «erros» destes, seja em que contexto for, para se evitarem futuros prejuízos tanto para a criança como para a sociedade.
      Em «casos» destes, os tratamentos podem não ser fáceis nem baratos.

  6. Quando vi hoje na televisão a notícia sobre um pai que meteu o filho na máquina de lavar roupa, fiquei estarrecida.
    Oxalá que a mãe da criança deste artigo também não se lembre de fazer o mesmo.
    Se calhar, devia ser o pai a entrar para a mesma para lavar a cabeça por dentro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: