PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

RESPOSTA 5

Em relação ao comentário seguinte:Joana-B

“Já que está a dar respostas a algumas pessoas que necessitam de ajuda, gostava de saber se posso fazer alguma coisa no caso da minha filha, ainda pequenina, que começou a embirrar com o biberão. O médico diz que ela é normal e que se há-de habituar. Contudo, ela chora muito e eu fico desorientada. Em breve, terei de ir trabalhar e o que será dela?”

feito por uma Anónima no post RESPOSTA 4, informei-a que:
“Acabei de entrar do meu blog e vou tentar dar uma resposta sem saber alguns pormenores que seriam necessários. Vou Psicologia-Btranscrever um trecho do livro PSICOLOGIA PARA TODOS (F), que estou a preparar para publicar em breve.”e vou transcrever as páginas 81 em diante:
ACTUAR RACIONALMENTE  E NÃO EMOCIONALMENTE

A aprendizagem provocada por uma falsa «punição» é demasiadamente evidente em variados actos e interacções do nosso dia-a-dia.

Cíntia é uma criança com poucos meses de idade. Quando necessita de alimentação choraminga um pouco e Interacção-B30a mãe aproxima-se dela rapidamente com o biberão que aprontou, pois sabe a periodicidade com que a criança deseja a sua alimentação.

Um dia, a mãe descuida-se e não prepara o biberão. A criança chora, como normalmente, mas não obtém o seu leitinho. Enquanto a mãe prepara o leite, a criança chora com mais força. Mal o biberão fica pronto, a mãe, culpabilizada pela sua negligência, apressa-se a dar o leite enquanto a criança chora com mais vigor. A criança engasga-se, vomita e a mãe, desesperada, pega-a ao colo fazendo-lhe muitas carícias; promete a si própria nunca mais se descuidar. Nos dias seguintes, a criança, provavelmente traumatizada com o que se passou, chora com bastanteneuropsicologia-B insistência logo que tem fome e vê a mãe. Esta dá-lhe imediatamente o biberão que se encontra preparado.

A mãe terá procedido correctamente, para não ajudar a criança a criar um comportamento inadequado? Analisando a situação com objectividade e sem sentimentalismos ou preconceitos estéreis, podemos descobrir a raiz da formação dum futuro comportamento «birrento». O mais desconcertante é esse comportamento acontecer com o desejo de educar sem punir, tentativa de «boa educação», boas intenções da mãe, mas utilização inadequada e extemporânea da punição.Maluco2

Examinemos aquilo que aconteceu:

*A mãe desejava educar a criança sem a punir. Contudo, o biberão metido na boca da criança enquanto ela chorava originou punição (vómito) depois da satisfação obtida com a ingestão do leite.

*As boas intenções da mãe em alimentar a criança o mais rápido possível logo depois do choro, ocasionaram uma punição e uma gratificação extemporâneas: quando a criança teve um comportamento inadequado de choro violento foi gratificada com a ingestão do Psicopata-Bleite e quando teve o comportamento adequado de beber o leite foi punida com o vómito em consequência do choro anterior.

*As intenções de «educar bem» a criança, com os afagos depois do vómito, no intuito de a compensar o melhor possível do descuido da mãe em não ter o leite preparado, proporcionaram um reforço positivo logo após um comportamento inadequado (choro violento e vómito);

*Deu-se a utilização inadequada e extemporânea da punição porque a criança não deveria ser punida, com o vómito, depois dum comportamento adequado de beber o leite.

– «Bolas!» – dirão alguns, pensando que não há tempo suficiente para discriminar todo este rosário deDifíceis-B conceitos, suposições e ideias para analisar a situação total, no momento de tomar uma decisão rápida e acertada.

 – Pois é! Os pilotos do avião não necessitam de decidir se vão aterrar ou não numa condição excepcional? Não vimos isso, quase em directo, há bem pouco tempo, no rio Potomac, nos EUA? Não temos de decidir, às vezes instantâneamente, se vamos virar ou não o volante do carro para evitar um choque frontal? Mas, mesmo que por acaso, tenhamos um acidente por decisão errada, não vamos deixar de conduzir mas sim passar a ter mais cuidado no futuro, habituando–nos a ser prudentes com os ensinamentos adquiridos no passado.Psi-Bem-C

 Conduzir com eficácia uma viatura será mais importante do que educar convenientemente uma criança? As boas intenções não bastam. Também, as normas estabelecidas para a condução de veículos podem não ter sido deliberadamente acatadas por alguns, enquanto outros podem ser incapazes de as manter. Além disto, existe sempre o imprevisto com que devemos contar tanto na condução de veículos como no comportamento das pessoas.

 Na educação, processa-se tudo da mesma maneira: importa ter conhecimentos teóricos, prática, bom sensoSaude-B e previsão, aprendendo sempre com as experiências dos outros e, especialmente, com os erros que já cometemos.

 No caso da Cíntia, uma análise desapaixonada, objectiva e minuciosa dos comportamentos e da interacção mãe/filha fornece, como em todos os casos, pistas preciosas para evitar resultados inesperados, indesejados e prejudiciais para a formação da personalidade da própria criança que a vai estruturando desde muito cedo e, especialmente, a partir dos 6 anos de idade.”

 Já leu os comentários?arvore

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual

Blogs anteriores:

PSY FOR ALL (desactivado) [http://www.psyforall.blog.com]

PSICOLOGIA PARA TODOS [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado. 

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Anúncios

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: