PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

PSICOLOGIA PARA TODOS – 9

Caro senhor Anónimo,Psicologia-B

Conforme prometi, estou a transcrever mais uma parte do capítulo GRATIFICAÇÕES E PUNIÇÕES do livro PSICOLOGIA PARA TODOS (F).
Boa sorte na leitura e na execução.

APRENDIZAGEM CONJUGANDO GRATIFICAÇÃO E PUNIÇÃO

Como a recompensa e a punição ocasionam aprendizagens com a mesma cadência, experimentou-se juntar a recompensa à Interacção-B30punição e o resultado foi a redução, para metade, no tempo de aprendizagem.
Manuel consegue o seu primeiro emprego numa Empresa e verifica que os seus conhecimentos escolares são insuficientes no trabalho de secretaria para o qual é destinado. O seu chefe verifica o mesmo e ordena-lhe que aprenda o mais rápido possível as normas da Empresa. Como Manuel não se interessa muito pelo trabalho, o chefe castiga-o com trabalhos extra quando as tarefas que lhe estão destinadas não são bem executadas. Passado um mês, Manuel aprende a utilizar com correcção as normas da Empresa. Contudo, se não houver uma vigilância aturada, as falhas não se fazem esperar.
Em colaboração com o psicólogo consultor da Empresa, o chefe, que descobrira bastantes capacidades no Manuel, decide Joana-Baproveitá-lo e treiná-lo com maior eficiência. Fazendo as contas das vantagens e prejuízos provocados, respectivamente, com a eficiência e com a negligência do Manuel, verificam que as suas negligências prejudicam diariamente a Empresa em cerca de 300€ enquanto a eficiência não só elimina os prejuízos como beneficia em cerca de Esc: 150€ diários.
O chefe chama o Manuel para o seu gabinete, elogia-o, dá-lhe conhecimento do apreço que nutre por ele quando executa os trabalhos com correcção e diz que poderá continuar a trabalhar na Empresa só se conseguir melhorar a sua produtividade. Estabelecendo metas calculadas financeiramente, as falhas serão punidas. No dia em que houver falhas no seu trabalho, Manuel perderá até 25€ mas poderá ganhar até 25€ extra quando exceder a eficácia Saude-Bmínima que lhe é exigida.
Na primeira semana deste contrato Manuel perde 15€ mas ganha 5€. Entre a segunda e a quarta semanas, não existem perdas nem ganhos. Na quinta semana, passa a haver ganhos e é chamado ao gabinete do chefe para ser elogiado e para lhe fazer constar que poderá haver eventualmente, dentro de 6 meses, uma vaga de nível superior a ser preenchida pelo melhor funcionário da Empresa. O recurso a pessoas estranhas só será utilizado se não houver na Empresa alguém capaz de preencher a vaga.
Em pouco menos de 3 meses Manuel deixa de falhar como anteriormente e melhora o seu rendimento de tal maneira que o ordenado passa a ser quase igual ao do novo posto a poder ocupar. Como é o mais capaz de todos os funcionáriosAcredita-B e se torna o mais eficiente e responsável, é facilmente aceite pelos outros para o novo posto em que ganhará pouco mais do que no momento, mas gozará do respeito e consideração dos restantes colegas.
Conhecendo as capacidades do rapaz e desejando melhorar a sua eficácia no trabalho, a utilização da gratificação foi extremamente vantajosa quando combinada inicialmente com a punição da ineficiência ou descuido, que era contrária ao bom rendimento que se pretendia incentivar. Se para atingir a meta almejada de «bom desempenho da função» a punição não fosse minimamente utilizada, a aprendizagem e a alteração do comportamento do Manuel não se processariam com a celeridade verificada. Provavelmente, outro funcionário teria ocupado o posto de trabalho com desvantagens para o Manuel. A Empresa também poderia não ficar tão bem servida Psicopata-Bcomo com o Manuel, visto que um outro funcionário da Empresa ou um recém-admitido não estaria igualmente inteirado das particularidades e funcionamento do serviço em causa.
Já leu os comentários?

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individualarvore-2

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Anúncios

Single Post Navigation

2 thoughts on “PSICOLOGIA PARA TODOS – 9

  1. Anónimo on said:

    Parece que está a dar muita importância à «modificação do comportamento».
    Acha-a tão importante assim?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: