PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

Archive for the month “Dezembro, 2011”

Ler ou mandar ler?

Este post baseia-se numa conversa que fez reviver em mim a ideia de que cada um tem de mudar a sua atitude paraBiblio«engendrar» novos comportamentos capazes de transformar uma «educação» sem objectivo específico, numa outra capaz de melhorar o futuro de todos e especialmente dos que nos são mais queridos.

Essa conversa, que tive hoje com um velho amigo com quem me encontrei por acaso, foi mais ou menos baseada na avaliação que ele fez do livro sobre a JOANA (D).

Dizia-me ele que já tinha acabado de ler o livro e que o achava muito necessário e útil para todos os pais. Estava escrito em linguagem compreensível, sem linguagem complicada e com bastante explicação sobre os termos técnicos que, de vez em quando, é necessário utilizar. Achava que contem muita matéria que os pais devem saber para Joana-Beducar os filhos.

Por isso, ele julgava que sua neta de 15 anos devia lê-lo. Contudo, não se referia aos seus próprios filhos e filhas, todos com famílias. Ele queria também mais exemplares desse livro e estava à espera de ir à Bertrand para os adquirir, já que um dos funcionários era seu conhecido e lhe podia fazer um desconto.

Tive de lhe explicar, antes de tudo, que seria muito mais útil que, em vez da neta, fossem os pais dela e de outros netos a ler o livro porque no nosso contacto familiar, o «comando» fica geralmente nas mãos dos mais velhos. São eles que dão os exemplos e incentivam os mais novos a terem um determinado tipo de comportamentos. Se forem neuropsicologia-Bsó os filhos a ler os livros, pode ser que «descubram» nos pais uma série de comportamentos, inadequados para atingir os objectivos desejados numa boa educação. Também, se forem só os filhos a ler o livro, estes não terão modelos para seguir ou imitar, ficando os pais sem saber como actuar.

A modelagem, a moldagem, a identificação e a manipulação dos reforços são «armas» importantes a ser utilizadas numa «educação» que pode trazer vantagens para todos os familiares.

Expliquei-lhe depois que se a Joana (D) tivesse mais idade e lesse o livro, talvez não conseguisse voltar a «juntar» os pais que se iam separar por maus entendimentos, despropositados e desnecessários, especialmente porque não Psicologia-Btinham lido um livro semelhante.

Porém, no caso da Cristina (L) – já com 23 anos –, embora não tivesse lido o livro, teve acesso aos originais dactilografados de muitos livros que a ajudaram a iniciar a sua psicoterapia.

Quando se lê um livro deste tipo, existe uma grande diferença entre a compreensão duma criança e dum adulto. Além disso, é necessário que se possa fazer uma utilização correcta dos conceitos nele inseridos.

Por isso, tive de fazer ver que a consulta do blog PSICOLOGIA PARA TODOS é importante e que a aquisição de mais livros Interacção-B30não pode ser feita na Bertrand porque ficaram todos na minha posse a fim de não serem onerados com a comissão das livrarias. Qualquer pessoa podia solicitar os livros através duma mensagem para mariodenoronha@gmail.com, indicando apenas a morada para onde devem ser enviados. O livro chegaria à cobrança através dos correios com porte pago.

Para isso, depois de ler os diversos posts incluídos no blog acima indicado, podia passar para o outro blog TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS, clicando apenas no link BEM-VINDOS (inserido no final de alguns posts). Aí, lendo o resumo de cada livro, escolheria os mais desejados e, indicando o nome do livro ou até a letra Acredita-Bcorrespondente, faria o pedido que seria satisfeito com a rapidez possível.

Alertei também que seria muito útil, ler todos os comentários feitos em cada um dos posts espalhados pelo blog que pode ser consultado em qualquer parte do mundo, desde que se utilize a internet.

Todos têm respostas dadas a pessoas que delas necessitaram num determinado momento e que podem outras pessoas que estejam em condições idênticas.

Enquanto não houve o blog, a Cidália (C) muito utilizou os apontamentos dactilografados que tinha no momento, para Consegui-Bcomplementar e suplementar a sua psicoterapia que foi muito bem sucedida e económica.

No caso do meu amigo, disse-lhe que ele também devia consultar os blogs com a ajuda da neta que lhe poderia também dar algumas lições sobre esse manuseamento. Entrando na internet e no Google, basta procurar por Mário de Noronha blogs para aparecer a indicação do blog PSICOLOGIA PARA TODOS [em: https://psicologiaparaque.wordpress.com/%5D, ou digitar em alternativa psicologiaparaque, para que apareçam resultados para ambos os blogs (o antigo e o actual) PSICOLOGIA PARA TODOS. A neta podia dedicar-se a assuntos mais interessantes para a sua idade e ele, lendo os posts e os livros, devia elucidar os filhos, as noras e os genros que tinham a possibilidade de estar ocupados com outras coisas.«Educar»-B

Desejei muita sorte e um bom ano de 2012 ao meu amigo. Deseja o mesmo a todos os que consultarem este post.

Já leu os comentários?

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEISarvore-2

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

PERCEBER e/ou RESOLVER? (2ª continuação)

Para responder a um e-mail de quem me obrigou a elaborar os dois posts anteriores sobrePerceber e/ou Resolver?”, de Biblio30 de Abril e 1 de Maio, ambos de 2011, vou acrescentar este que, por não transcrever aqui esse e-mail, pode ser pouco perceptível para muitos. Contudo, arrisco-me a transformar a minha resposta pessoal em post porque pode ajudar outra pessoa para além do destinatário principal.

 Acabei de ler o seu texto e gostei do seu sonho… em qualquer parte do mundo, desde que se dê bem com ele e com a pessoa com quem o quer concretizar. Além de tudo, ter uma vida independente exige que existam meios de subsistência capazes de aguentar as necessidades do momento e não só, passados alguns anos… E o Ano Novo está apenas a começar com o Primeiro-Ministro a dizer para emigrarmos…  Mas, aqui também, para pormos o país a funcionar com equidade de rendimentos e não para ficarmos com um país de cada vez mais ricos com cada vez mais pobres, necessitamos de gente capaz e não de «conta-dinheiro» malucos…                           

Vá «vomitando» tudo o que puder. Como já tinha dito há muito, só assim se pode fazer «uma lavagem ao estômago». É mais ou menos como uma «lavagem ao cérebro» para compreendermos e percebermos o que se passou connosco, sem haver necessidade de retaliar, desculpar ou aceitar.  Como pode haver agora, entre nós,  muito mais gente a necessitar disso, torno esta resposta visível para além do distinatário. É necessário sentir para compreender, analisar, enquadrar, saber o que se passou e porquê e aprender a viver com isso, a fim de resolver o futuro deitando definitivamente muitas coisas atrás das costas.

 As doenças crónicas, especialmente a de Alzheimer, deixam, às vezes, essas pessoas, especialmente as mais idosas, Saude-B descontroladas, desorientadas e desmemoriadas. É necessário compreender isso e não ligar importância ou aceitá-las como «normais» e especiais.

Também, quando alguém nos serve algum sumo ou dá qualquer coisa, sabendo que não gostamos disso, o mais prudente e benéfico é utilizar o reforço do comportamento incompatível ou a extinção. Pode mudar-se a conversa para outro tema ou não ligar importância à anterior. Insistir no assunto, tentando explicar de novo, qual a razão de não se gostar do sumo àquela hora, pode criar problemas com os quais cada um se vai desgastar ainda mais, mesmo depois do desfecho da conversa.Psicopata-B

 Quando vamos para o trabalho e começamos ou temos vontade de chorar, é porque o trabalho parece não ser tão agradável como deveria, para nos deixar completamente absorvidos. É importante empenharmo-nos nele e melhorarmos os procedimentos para criar através do mesmo uma distracção que irá funcionar como reforço do comportamento incompatível.

Os “palhacinhos” existem para captar a atenção dos outros, divertindo-os ao mesmo tempo. Se eu não conseguir captar a atenção de alguém de outra forma, o melhor é utilizar um «argumento forte», que pode ser esse, mas que desperte a atenção dos visados. Se não, a preparação da arena do circo para a actuação seguinte, muito diferente da anterior, seria quase impossível de maneira agradável. É esse o choque necessário para cativar a atenção do público que deixa de conseguir olhar para os preparos que se estão a fazer no palco ou arena, sem ficar aborrecido durante o tempo em que o palhaço actua.                             

Imagina-BE se o autor do aludido e-mail metesse tudo isto na cabeça juntamente com o quebra-cabeças indicado na resposta ao seu e-mail, talvez conseguisse resolver alguma coisa sem dar por isso. 
As 5 acções necessárias para a aceleração da psicoterapia a ser tomadas em consideração e implementadas na medida do possível são:

1 – 5 minutos do início da prática do relaxamento, todas as noites;
2 – escrita de tudo o que recordar ou acontecer fora do vulgar;
3 – leitura dos «casos» já descritos em livros;
mario-704 – manutenção de 5 minutos diários da auto-análise, se possível;
5 – prática constante do relaxamento instantâneo, em qualquer sítio e a qualquer momento.

Para isso, basta ler as páginas 37 a 48 de ACREDITA EM TI. SÊ PERSEVERANTE (B). Isto pode ajudar a concentrar a atenção nas ideias ou recordações absurdas que podem surgir durante o sono, para as conseguir eliminar ou reduzir.

Boa sorte.

Já leu os comentários?arvore-2

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para ficar a saber mais sobre este blog, clique aqui.

DIFICULDADES NO COMPORTAMENTO

Comentário de um Anónimo:Psicologia-B

“Estou confuso com o que devo fazer com o meu filho que ficou comigo depois do divórcio. Está no 8º ano, com probabilidade de chumbar pela primeira vez.”

Para lhe dar uma resposta sem ter mais elementos sobre este caso, vou transcrever uma resposta genérica dada a outra pessoa no meu anterior blog PSICOLOGIA PARA TODOS. 
Não lhe posso dar mais indicações sem ter informações pelo menos sobre o seu nível intelectual, percurso escolar, contacto com os pais (ambos), amizades e outros elementos possivelmente importantes para o aconselhar bem.

“Estou divorciado há cerca de dois anos e tenho um filho com 10 anos que está a viver comigo desde que foi concretizado o divórcio. No entanto, ele visita a mãe um dia por semana e tem tido um comportamento mais ou menos equilibrado, não parecendo ter sido muito afectado pela nossa separação. Contudo, ultimamente, ao longo deste ano lectivo, a professora tem vindo a alertar-me pela falta de atenção e desinteresse que ele tem demonstrado e que o está a prejudicar no seu aproveitamento escolar. Também em casa, comigo, está pouco comunicativo, já não fala em jogar ou brincar e parece triste e desinteressado.
Estou muito preocupado e não sei o que lhe dizer nem o que fazer.
Depois de conversar com algumas pessoas amigas que me falaram no seu blogue, resolvi expor-lhe o meu problema e espero que me possa ajudar e resolvê-lo.”neuropsicologia-B

Recebi a sua longa carta mas transcrevo apenas o essencial para a minha resposta.
Seria muito importante que o seu filho fosse visto por um psicólogo e talvez até que lhe fossem feitos alguns exames. Bom seria também conseguir compreender qual o comportamento dele com a mãe desde a separação parental e se existe qualquer outra pessoa que interfira junto de qualquer dos dois elementos do antigo casal. Porém, se isso não é viável, posso recomendar que leia pelo menos o caso do BOSCO, descrito no SUCESSO ESCOLAR já que não posso aconselhar a leitura do caso da filha do Antunes porque ainda não foi publicado. Além disso, os livros sobre modificação do comportamento, também da Plátano, podem ser úteis. O caso desse rapaz pode ser Interacção-B30semelhante ao do seu filho. Com esta leitura e de outras complementares, como por exemplo, a história da Joana contada em 4 livros a começar por COMO COMPREENDER AS CRIANÇAS, pode conseguir uma compreensão melhor da situação já que os pais dela estavam para se separar e passaram a «re-unir-se».
Porém, toda a actuação tem de ser sua e só uma avaliação cuidada da situação pode dar mais consistência a toda a estratégia que tem de ser concertada e reformulada se a sua acção imediata não produzir o efeito desejado. Lembre-se que os resultados são lentos e é necessário saber esperar e conseguir «medir» os pequenos resultados ou avanços conseguidos, persistindo com firmeza quando se chega a verificar o mais pequeno «avanço». É necessário saber esperar e alterar a estratégia logo que as circunstâncias assim o exigirem.
Espero que tenha boa sorte.

Já leu os comentários?arvore-2

Clique em BEM-VINDOS

Ver post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO
de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “HISTÓRIA DO NOSSO BLOG – sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido, com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Post Navigation

%d bloggers like this: