PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

APRENDER A TER VERGONHA

Os dois posts sobre CRIANÇAS E TELEVISÃO foram elaborados como um complemento das ideias do Prof. Paulo Teixeira Joana-BMorais.

Hoje, chegou a vez de responder à sua pergunta feita no vídeo do Programa INFERNO (Canal Q):

– Porque é que essas pessoas não têm vergonha?

Muito simplesmente, posso dizer que, para a ter – A VERGONHA –, é necessário saber que ela existe.

Não se vende nem se adquire em qualquer supermercado ou numa boutique, por mais especializada que seja.Interacção-B30

A vergonha aprende-se a ter em casa, durante a educação dada pelos pais ou durante a estruturação da personalidade que é feita com a sua ajuda. A convivência, os modelos por eles oferecidos e os reforços deles recebidos, bem como da sociedade envolvente, incluindo os meios de comunicação social, têm a maior relevância.

É assim que se molda uma personalidade que se pode identificar com quem sabe ou não que a vergonha existe e lhe atribui um determinado valor. E nisto, a cultura ou a sub-cultura têm muita importância.Psicologia-B

Em relação aos pais e às pessoas mais gradas da sociedade, também não basta ouvir o que eles dizem. Interessa ver e saber o que eles fazem – bem diz frei Tomás, faz o que ele diz, não faças o que faz –. Dizer uma coisa para fazer outra, conduz à dissonância cognitiva que é ainda mais prejudicial do que se não houver qualquer modelo deste tipo. Todos estes comportamentos e acções não têm de ser totalmente copiados, porque a generalização, a discriminação e a transferência têm o seu papel activo em toda a estruturação da personalidade. A psicologia ensina-nos isso.Psicopata-B

É isto que nos ensinam também a psicologia social e a etologia. Se não, não teríamos pintainhos a tentar agir como patos, ou leõezinhos a tentar actuar como lobos se o seu crescimento e desenvolvimento se efectuar com progenitores diferentes dos originais. Além disso, há toda uma gama de acontecimentos fortuitos que nos levam a executar comportamentos totalmente impensáveis caso as oportunidades da vida sejam diferentes.

Como a ocasião faz o ladrão, logo que alguns dirigentes são nomeados ou indigitados para determinados cargos, têm de ser devidamente acompanhados, escrutinados e fiscalizados por quem possa fazer isso. Os meios de neuropsicologia-Bcomunicação social podem ter um papel importante.

Se conseguem escrutinar a vida duma pessoa, depois duma falcatrua, qual a razão de não o fazerem durante a sua actuação para denunciar os desvios e tentar sanar a situação enquanto ainda é tempo?

E se esse escrutínio for ainda mais cedo, para que a pessoa faça o ónus da prova, demonstrando que é honesto, responsável e «não-interesseiro» em demasia?

Talvez assim, conseguigamos gente que tenha vergonha e se disponha a tomar conta das rédeas do poder.Acredita-B

Não será fácil, mas com a boa colaboração de todos os que vão, com honestidade, às manifestações de protesto, talvez se possa fazer alguma coisa, porque também existem milhares que nunca foram a uma manifestação, mas estão de todo o coração com pessoas de bem…. E com vergonha na cara.

Já leu os comentários?

Clique em BEM-VINDOSarvore-2

Ver também o post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Anúncios

Single Post Navigation

One thought on “APRENDER A TER VERGONHA

  1. Estou a gostar de ler este artigo a partir do facebook. Vou começando a procurar nos outros aquilo que me interessa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: