PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

PSICOTERAPIA 2

Depois do Natal, estava sentado à mesa dum café quando um senhor de meia idade entrou, cumprimentou-me e disse:Psicologia-B

Desculpe estar a abordá-lo desta maneira mas já o conheço há muitos anos do Centro de Psicologia Clínica e, agora, ainda mais, porque visitei os seus blogues, PSICOLOGIA PARA TODOS e TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS
Além disso, olhei com atenção para o seu “perfil” e “história do vosso blog. Actualmente, o “Centro De Psicologia Clínica” no Facebook está a despertar a minha atenção. Se fosse possível, gostaria de saber mais alguma coisa sobre a sua técnica psicoterapêutica “imaginação orientada” de que parece gostar muito. Já li alguns dos seus livros publicados pela Plátano e, agora, a história do Antunes (Acredita em Ti. Sê Perseverante!) deixou-me curioso. Desculpe ainda não me ter apresentado. Chamo-me Prudêncio e sou informático.Interacção-B30

Como ainda tinha algum tempo disponível enquanto esperava pela minha mulher, acedi ao seu pedido, pedi para se sentar e comecei a explicar rapidamente:

– Como deve ter verificado pelo livro que me citou, cada um vai tentando imaginar, com toda a calma e concentração, aquilo que deseja para si e para o seu relacionamento com os outros, baseando-se essencialmente nas suas capacidades e experiências passadas.

– Mas isso não necessita sempre de um psicólogo que diga como se deve fazer?Biblio
– Geralmente, necessita. Mas como deve ter compreendido, todo o trabalho tem de ser efectuado pelo próprio. Se leu “Para que serve a Psicologia?”  (futuramente, “Imaginação Orientada”) (J) deve ter-se apercebido que o Antunes teve longas conversas comigo no decurso de vários dias e que a sua estrutura mental, capacidade de raciocínio, força de vontade, treino e persistência deram o maior contributo. Além disso, ensaiou comigo o relaxamento uma vez.

– A psicoterapia é sempre assim? As pessoas que eu conheço, não me disseram isso. Aqueles que se sujeitam a consultas de psicologia, dizem-me que os psicólogos dão conselhos para que os pacientes se portem duma determinada
mario-70maneira. Eles ouvem os pacientes, durante um determinado período de tempo, deixam-nos falar e depois dão as instruções necessárias. Porquê?

– Não sei. Tem de perguntar aos próprios. Da minha parte, já sabe que não gosto de dar conselhos a não ser os que sejam absolutamente necessários. Por exemplo:
▫ tente fazer ou iniciar o relaxamento todas as noites (pode ter aprendido a fazê-lo com a ajuda do psicólogo ou sozinho);
▫ tente recordar os bons momentos da sua vida;
▫ tente fazer uma auto-avaliação dos sintomas ou dificuldades que deseja eliminar ou das conquistas que pretende obter (pode Joana-Butilizar a escala de 11 pontos/conceitos);
▫ nas suas recordações, tente ser o mais objectivo e «honesto» possível»;
▫ leia muita coisa daquilo que escrevi;
▫ faça, pelo menos, um diário das ocorrências de factos incomuns, se não desejar fazer a auto-análise;
▫ inteire-se dos «casos» que já estão descritos e que podem servir para fazer uma comparação com a situação de cada um.

– Tudo isto está no livro que acabei de citar. Mas não dá outros conselhos porquê?Acredita-B
– Se eu der conselhos, a pessoa fica na minha dependência e, sempre que necessário, tem de ir ter comigo para saber o que fazer. Se eu não estiver e se dirigir a um colega, pode ter outra maneira de abordar o problema e ser contrário ao que estava a fazer. Sendo cada um a descobrir a sua maneira de actuar, as suas forças interiores e a sua capacidade de as utilizar correctamente, deixam-no muito mais seguro. Além disso, a leitura dos vários livros e dos conhecimentos sobre o comportamento humano, dão-lhe uma visão de conjunto que até pode partilhar com os outros na interacção social que for tendo ao longo do tempo. Se conseguisse falar com o Júlio (E) e com a Cidália (C), saberia como é. Eles não ficaram na minha dependência e quase nunca me contactam a não ser para  Maluco2enviar boas-festas, etc.. Já compreendeu que é desagradável passar a vida dependente dos outros, tal como se fica dependente das drogas? É um vício do qual não gosto.

– E não dando conselhos?
– Obrigo cada um pensar por si e a descobrir aquilo que mais lhe convém num determinado momento. Isto não quer dizer que quando surgir uma dificuldade, eu não ajude o paciente a encontrar uma solução ou um modo de actuar que seja mais fácil para o próprio. Até com o Joel (G) aconteceu o mesmo. Aprendendo a resolver uma situação, ele vai agir por vontade – e cabeça – própria e obter daí algum benefício, que o auto-reforço. É o que foi acontecendo com os casos descritos. É o que também vou mencionando nos vários posts dos blogs. A Imaginação Orientada,Imagina-Bserve para isso. Àqueles que apoio em psicoterapia, ajudo a entrar em relaxamento, a fazer os exercícios necessários quando não os conseguem fazer com a frequência e persistência necessárias e a recordar o seu passado e presente. Depois, utilizando essencialmente a imaginação, acompanhada duma disponibilidade mental muito grande, ajudo a descobrir a solução de cada um para aquele momento e a «engendrar» situações futuras em que possa ter de ultrapassar dificuldades ainda maiores. Quem «tem de trabalhar» – com a prática do relaxamento, escrita do diário, leitura de livros, auto-análise, imaginação – é o próprio. Ninguém mais pode fazer isso por ele. O que eu posso fazer, como psicólogo ou psicoterapeuta, é ajudar a «entrar no jogo» e a orientar no bom sentido para o próprio de acordo com os seus desejos e possibilidades. Cada um tem de escolher a sua opção que vou mencionando e discutindo para ajudar a escolher, sem nunca impor coisa alguma e até sem conseguir desculpas Consegui-Bpara os revezes sofridos. Estes são analisados, para descobrir onde e como cada um falhou e podia ter evitado. É a preparação para o futuro através da imaginação.

– Estou a gostar da explicação. Se uma pessoa minha amiga necessitar de algum apoio, posso dar o seu contacto?
– Dou-lhe o número do telefone do consultório, mas advirto que tem de dizer que deseja uma consulta comigo. Pergunta todas as condições e horários disponíveis. Além disso, antes de ir para a consulta, aconselho essa pessoa a ler alguns dos meus livros, descobrir o que aconteceu com os outros, tentar praticar o relaxamento e seguir as indicações dadas acima. Também pode beneficiar muito em consultar os meus blogs, fazer comentários Psicopata-Bse achar necessário ou desejar respostas e manter-se sempre actualizado. Lembre-se que é importante e essencial que a pessoa esteja completamente interessada na psicoterapia e que deseje dar toda a sua colaboração para eu não fazer o papel que o senhor diz que os outros psicólogos fazem. Segundo o meu ponto de vista, os conselhos podem aliviar a situação momentaneamente e nunca resolver o problema de fundo. Tenho abordado esta faceta em alguns dos livros e no blog. Por isso, acho que a consulta do blog é importante. Não vale a pena «meter-se» nas mãos de um psicólogo sem ter referências acerca dele. Se não, o caso até pode piorar.

Minha mulher estava a chegar ao pé de nós. O senhor, cumprimentou todos, pediu desculpas por ter abordado o caso da Depressão-Bmaneira como o tinha feito, mas disse que saía de lá satisfeito. Pelo menos tinha aprendido qualquer coisa, sem ninguém lhe dar conselhos. E riu-se.

Já leu os comentários?

Clique em BEM-VINDOS

Ver também o post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.arvore-2

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS [http://livroseterapia.wordpress.com/]

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo) [http://psicologiaparaque.blogspot.pt/]

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

 

Anúncios

Single Post Navigation

One thought on “PSICOTERAPIA 2

  1. Anónimo on said:

    Estes artigos sobre psicoterapia têm-me ajudado bastante nos tempos que estamos a passar e nas circunstâncias difíceis que estamos a atravessar. Na impossibilidade de adquirir livros, vou lendo os diversos artigos que transcrevem várias páginas dos seus livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: