PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

PARE, ESCUTE e OLHE

Quando fui ontem ao supermercado LIDL, em Lagos, encontrei na fila de pagamentos, muito mais bem disposto neuropsicologia-Bdo que o habitual, um velho conhecido que, admirado de me ver lá, perguntou:

Já está por cá agora de novo?
– Não estou por cá, mas tive de vir uns dias à pressa para tratar duns assuntos e devo ir-me embora, talvez amanhã.

Sabe que agora estou a consultar o seu blogue com mais atenção e parece-me mais interessante ainda do que quando o meu amigo dava aulas no ISMAT? E agora, já tem outro sobre livros, que muito interessante!
– E o que é que acha disso?

Conhecendo os seus livros, de há muitos anos, começando pela JOANA (D) e lendo com cuidado os seus Joanaartigos só sobre “autoterapia” e “psicoterapia” comecei a tentar compreender a psicologia e a fazer o tal relaxamento. Sabe que estou a sentir-me muito melhor? Com as minhas «escritas» eventuais, com a autoanálise e relaxamento consegui descobrir que me importava exageradamente com as opinões dos outros. Sentia-me mal e desconfortável e quando vi a história da Cristina (L) no livro antigo, senti-me como ela dizia que se sentia. Talvez a minha educação tenha sido muito semelhante.
Depois disso, comecei a clicar em todos os resumos dos seus livros novos apresentados no Terapia através de Livros e a ver tudo com mais atenção.
– E gostou?mario-70

Achei tudo óptimo. Mas, consultando agora a sua BIBLIOTERAPIA e o resumo do livro AUTO(«{psico} TERAPIA (P), parece que tudo se pode tornar ainda mais simples do que quando eu praticava o relaxamento com base nos artigos e livros já publicados. O seu método parece estar tão simplificado, resumido e «arrumado» que até se assemelha a muito daquilo que nós antigamente, e mesmo agora, temos de fazer em alguns locais como Portimão, junto das linhas de passagem de caminho-de-ferro:

PARE, ESCUTE, OLHE … e só depois faça aquilo que deve.

Agradavelmente surpreendido com esta sua constatação original e inesperada, mas bastante oportuna e curiosa, e querendo Consegui-Bconhecer melhor aquilo que ele tinha conseguido ver nos livros e nos posts dos dois blogs que estou a manter agora, disse-lhe:

– Vamos sentar-nos aí num café para podermos estar mais à vontade e explique-me lá melhor essa sua ideia porque ainda não consegui apanhar o cerne da questão. Vou ouvi-lo com muita atenção e, quando chegar a casa, pode ser que as suas informações me sirvam para fazer um novo post – respondi.
Depois de termos pedido as bicas, ele começou a sua explicação:
É tudo muito simples. Se tiver tempo, vou analisar capítulo por capítulo, embora os últimos três não sejam de maior importância para aquilo que eu fui fazendo.Acredita-B

Com esta constatação, comecei a tomar algumas notas para este post, redigido à minha maneira, com quadradinhos pequenos a indicar o início de cada capítulo e pontas de seta maiores para mencionar a citação inicial do meu interlocutor.

► “PARE
▪ O PRÓLOGO do livro parece-me bastante claro.
Antes de tudo, quando nos empreendemos numa acção, temos de pensar no que está a acontecer e o que vamos fazer; senão, Maluco2pode sair asneira. Nada de precipitações!

►“ESCUTE
▪ O REGISTO DE AUTOAVALIAÇÕES torna-se importante na medida em que se faz o inventário da situação global, com calma e serenidade, avaliando a qualidade e a magnitude dos problemas.
Nesse momento, o livro “SAÚDE MENTAL sem psicopatologia” (A) pode ajudar imenso porque dá uma panorâmica das dificuldades num sentido «normal» ou «anormal», saudável ou doentio. Também ajuda a compreender o grande malefício que é ocasionado pelas drogas psiquiátricas quando tomadas durante muito tempo, deixando-nos alienados e inúteis.Saude-B

▪ Depois disso, o capítulo com o título RELAXAMENTO MUSCULAR é para uma prática que, no final, nos vai ajudar a fazer uma escuta cuidadosa de toda a situação em que estamos «mergulhados» e nas quais vamos ficando a qualquer momento, sem darmos por isso.
O livro “PSICOLOGIA PARA TODOS” (F) ajuda a compreender os mecanismos do comportamento humano e a descobrir o modo de o manter, reduzir, aumentar ou deixar latente. Afinal, é isso que pretendemos.
“INTERACÇÃO SOCIAL” (K) é outro livro que ajuda a compreender o modo como as acções dos outros interferem no nosso Psicologia-Bcomportamento , do mesmo modo como as nossas têm consequências no comportamento dos outros.
O livro “JOANA, a traquina ou simplesmente criança?” (D) simplifica tudo e mostra como podemos utilizar na prática do dia-a-dia, todos os conhecimentos apresentados nos dois livros precedentes dos (F) e (K) (anteriores).

▪ Por isso, para termos a possibilidade duma reacção adequada, atempada e imediata, a prática do RELAXAMENTO INSTANTÂNEO torna-se bastante importante, dando-nos a capacidade de não claudicar no meio dum exercício qualquer, inclusive o de «escutar devidamente dentro de nós», tudo aquilo que queremos e devemos.Interacção-B30

▪ O DIÁRIO DE ANOTAÇÕES ajuda a fazer uma lista, que é uma espécie de inventário e relatório de tudo o que nos perturba ou que se passou ou passa connosco, além daquilo que desejamos melhorar, olhando bem para nós e para o ambiente em que estamos inseridos. Isto quer dizer que, quando temos algum problema por resolver, necessitamos de o equacionar devidamente, mesmo antes de decidir iniciar qualquer acção.

► “OLHE
▪ Depois, o RELAXAMENTO MENTAL ajuda a olhar, íntima e serenamente para dentro de nós e à nossa volta, a fim de equacionarmos aquilo que vamos fazer.Imagina-B
A história do Antunes “ACREDITA EM TI. SÊ PERSEVERANTE!” (B) ajuda imenso a compreender o modo como ele conseguiu, quase sem ajuda nenhuma, descobrir as suas dificuldades, apenas com um ligeiro apoio do psicólogo, obtido nas conversas relatadas em “IMAGINAÇÃO ORIENTADA” (J).

▪ O exercício da IMAGINAÇÃO ORIENTADA tem um papel preponderante porque nos deixa colocar mil e uma hipóteses ou opções que se nos afiguram viáveis, para resolver as dificuldades ou melhorar a situação, às vezes correctamente, embora, outras vezes, seja enganosa.
Até este ponto, podemos ter o futuro caminho mais ou menos traçado, mas para o implementar ou continuar, temos de nos Biblioesforçar por manter todos os procedimentos anteriores, não surja algum contratempo, deixando-nos incapacitados de ultrapassar as dificuldades da maneira como idealizamos.
Vejamos aquilo que aconteceu à Cidália de “Eu Também CONSEGUI!” (C), com as dúvidas e esmorecimentos que teve de ultrapassar muitas vezes, com ajuda do Antunes, apesar do seu meio ambiente (a mãe) ser adverso.

► … “e só depois faça aquilo que deve
O exemplo do Júlio de “Eu Não Sou MALUCO!” (E) parece que é bastante elucidativo, porque mostra as dificuldades iniciais dele, as suas dúvidas, o caminho percorrido e a persistência conseguida quase no fim, o que o foi ajudando a manter um caminho muito bom e de franco progresso, querendo dizer que:
Não devemos ser utópicos nem irrealistas”.
Temos de ter os pés bem assentes na terra”.
Se não tivermos cão, vamos tentar caçar com gato
Não devemos dar passos mais avantajados do que as pernas”.Depressão-B

CONTINUAÇÃO DA AUTOTERAPIA
Lendo a história da Isilda “COMBATA OU EVITE A DEPRESSÃO” (H), podemos imaginar claramente o perigo da não continuação da sua psicoterapia que, bem finalizada, a poderia ter deixado um pouco melhor do que ficou no final da sua interrupção.
Mas, a «nova paciente» ganhou imenso com a leitura da sua experiência e resolveu as suas dificuldades quase por si própria.

E NO FUTURO?
Ao lermos as histórias Cristina, Germana e Januário “PSICOTERAPIAS BEM-SUCEDIDAS – 3 casos” (L) verificamos que a adesão de qualquer deles à essência da psicoterapia, bem como a sua persistência, além dos treinos que Psi-Bem-Cmantiveram, cada um à sua maneira, ajudaram-nos imenso, fazendo uma espécie de «seguro» para evitar qualquer desequilíbrio futuro.
Também quando lemos “PSICOTERAPIAS DEFÍCEIS” (M) verificamos que o Mijão poderia ter sido ajudado muito mais cedo do que depois de casado, com filhos e no final de ter passado muitos dissabores. São as desorientações e os prejuízos que se têm quando a intervenção não é feita em tempo oportuno.
Podemos escrutinar a vida do Calimero que, depois de ter sido negligenciado durante os primeiros vinte anos de vida, apesar dos apoios inadequados, conseguiu posteriormente, por sorte, ter algum sucesso, embora o seu meio ambiente, por desconhecimento do modo de procedimento adequado, não o favorecesse muito.Difíceis-B
As histórias da Perfeccionista e do Pasteleiro, elucidam bem como uma falta de apoio do meio ambiente, pode prejudicar toda uma situação passível de ser resolvida com pouca dificuldade e tornar o «caso» ainda mais problemático.
Compreende-se assim, a sua insistência em fazer sessões de esclarecimento apresentadas no capítulo da “Conversa com Das Neves” (B/115), para que o público possa saber como proceder, o que é absolutamente pertinente e vantajoso para o bom equilíbrio duma sociedade que se deseja sã. Nisso, consistem a prevenção e a profilaxia.

PREVENÇÃO E PROFILAXIA
Neste capítulo, verificamos tudo aquilo que se pode e deve fazer antecipadamente para evitar que as pessoas se descompensem, a fim de poderem levar uma vida aceitável. Assim, podemos compreender a insistência do Joel “PSICOPATA?! Eu?” (G/83…) que, depois de passar por imensas dificuldades, especialmente na infância, e de ter sido muito mal orientado em psiquiatria, apesar de não conseguir um apoio total e adequado Psicopata-Bpor causa do seu regime laboral, logo que teve melhoras substanciais devido ao seu esforço, decidiu pedir que o seu caso fosse descrito com um capítulo dedicado à psicoterapia e autoterapia, mesmo sem a ajuda deste manual.

PROVAS DE AUTOCONHECIMENTO
Ajudam as pessoas a conhecerem-se melhor e a orientarem as suas acções num sentido económico, rápido e bem direcionado.

RESUMO DO CONTEÚDO DAS OBRAS INDICADAS
Ler apenas todas as obras incluídas na colecção de BIBLIOTERAPIA e no blogue pode ajudar muita gente que não tem tempo de fazer coisa alguma daquilo que se enumera neste livro (P). Pode ajudar a «tomar consciência» da vida e dos problemas de cada um e a fazer paralelismos com os problemas dos outros. Até pode criar algum incentivo para que a pessoa não Respostas-B30desista ou inicie a autoterapia com o reforço vicariante recebido a partir dos diversos protagonistas.

BIBLIOGRAFIA
Ajuda o leitor a conseguir inteirar-se de todas as obras consultadas, indo às fontes com que se produziu o manual. Deste modo, pode até haver uma difusão maior destes conhecimentos, ajudando muita gente que poderia ter dúvidas acerca da eficácia das medidas propostas.

ANOTAÇÕES
Servem para “relembrar” àqueles que são “mais esquecidos” ou “mais desorganizados” todos os passos sequenciais e necessários para se tirar o máximo proveito da situação.Organizar-B

Vendo que o meu interlocutor tinha terminado a sua «dissertação», com a longa «intervenção» que durou mais do que uma hora para descrever e realçar aquilo que se diz muito mais sucinta, resumida e ordenadamente no livro, apenas lhe consegui dizer:
– Estou admirado com a análise que fez do livro – e a resposta dele foi:
Caro doutor. Segundo me parece, o tempo que estamos aqui na conversa é muito maior do que aquele que uma pessoa deve demorar a iniciar a sua autoterapia depois de ler apenas as 50 páginas úteis e essenciais do seu novo livro (P), de acordo com o seu índice. Mas, é bom que cada siga o novo manual, leia muita coisa do que está mencionado e pratique o que é necessário. Muito do que disse, fiz nas minhas horas vagas e enquanto estava na internet, ao «Educar»-Bviajar nos transportes públicos e durante algum tempo antes de dormir nos primeiros três meses e, depois disso, nos 5 minutos seguintes, ao deitar-me todas as noites. Nem queira saber o alívio que sinto ao acordar. Acha que se desistisse de passar essa «passagem de nível» por causa da demora do comboio ou com qualquer outra justificação, teria a vida e a disposição que tenho agora? E «desenrasquei-me» com o que tinha à mão, mesmo sem o livro. E tenho uma vida muito melhor e mais produtiva. Agora, os outros vão ter a vida mais facilitada. Oxalá que aproveitem!

Imensamente satisfeito e agradado com estas informações que são preciosas para quem deseja sempre um feedback honesto do seu trabalho, prontifiquei-me a preparar este post, à minha maneira, com a maior quantidade de citações Depress-nao-Bpossíveis, tentando «agarrar» tudo o que um leigo acabara de dizer acerca de muitos posts só deste blog que, segundo ele, ajudou algumas pessoas mais carenciadas.

Por isso, consulte também a BIBLIOTERAPIA.

E não se esqueça que, se desejar o novo livro, tem de se inscrever no AUTO{psico}TERAPIA (P).

Consultou os links mencionados neste post?

Já leu os comentários?

Visite-nos no Facebook.arvore-2

Clique em BEM-VINDOS

Ver também o post LIVROS DISPONÍVEIS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Anúncios

Single Post Navigation

One thought on “PARE, ESCUTE e OLHE

  1. Anónimo (conhecido de Lagos) on said:

    Gostei que tivesse reproduzido a nossa conversa duma maneira tão significativa. Obrigado. De certeza, vai ajudar mais pessoas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: