PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

BIBLIOTERAPIA − 8

Quando estava a ouvir as músicas de Natal, um amigo disse-me que parecia que eu simpatizava muito com Nat King Cole e que mario-70a música The Christhmas Song  parecia estar a condizer com a Biblioterapia.

Já tinha feito os posts relacionados com uma técnica que só agora está a ser utilizada no Reino Unido mas que já estava a ser experimentada em Portugal desde 1973/75 e utilizada em vários casos, desde 1980, só com apontamentos policopiados.

Biblioterapia
Biblioterapia 2
Biblioterapia 3
Biblioterapia 4 Psicologia-B
Biblioterapia 5
Biblioterapia 6
Biblioterapia 7

O importante era utilizar as nossas potencialidades, sem as deixar adormecer. O mesmo, era necessário fazer com as prendas que eram levadas no trenó do Pai Natal. Era necessário utilizá-las e valorizá-las por mais modestas que fossem.

Pensei bastante no assunto, bem como nos posts já publicados e comecei a ouvir os fados mais conhecidos da nossa querida Saude-BAmália Rodrigues: Estranha forma de vida e  Foi Deus. Já anteriormente, o «Calimero» me tinha dito que as músicas que eu recomendava, não davam qualquer outro resultado e não ser o de o deixar indiferente ou aborrecido. Para ele, Jason Mraz, era o máximo e deixava-o satisfeito. Isso levou-me a pensar melhor no assunto.

As canções da Amália obrigaram-me a pensar na triste vida que levamos, especialmente os que não temos muitas posses, nestes últimos tempos. Amália parece falar no destino, nas amarguras, na fatalidade, podendo levar-nos a aceitar a situação e a aprender a sermos dóceis e incapazes de reagir. Parece que culpa o destino por tudo isso e ajuda-nos a aceitar a situação como «normal» e inevitável, podendo conduzir-nos à depressão-aprendida.

Enquanto isso, Nat King Cole apresenta uma nova faceta de tentarmos reagir contra as adversidades, a começar porConsegui-B
SMILE.

Esta reflexão, incitou-me a voltar a ouvir algumas músicas de Nat King Cole e a tentar elaborar este post, como Boas-Festas de Natal e ANO NOVO.

De facto, é isso que se pretende, na AUTO{psico}TERAPIA (P) com o inventário e a avaliação das dificuldades seguido do treino para o relaxamento muscular, a fim de se ter a capacidade de conquistar uma «paz de corpo e espírito» que possa fazer relembrar os bons momentos da vida que ficaram esquecidos com as agruras que passamos normalmente, mas que, presentemente, são muitas mais.Acredita-B

É o início da Terapia do Equilíbrio Afectivo (TEA).
Depois, recordando as dificuldades já descobertas podemos analisá-las e verificar se as poderíamos ter ultrapassado ou como as poderemos ultrapassar. Provavelmente, essas e outras dificuldades existirão sempre e necessitarão da nossa reacção no futuro.

A seguir, começa a fase da Imaginação Orientada que, escudando-se na imagética orientada do passado, vai tentar engendrar maneiras de as ultrapassar com a Imaginação Orientada conforme as necessidades e os objectivos do momento. Neste contexto, a Imagina-Bcanção PRETEND, é muito pertinente, porque nos ajuda a magicar o futuro. Podemos ver-nos no espelho da nossa alma durante as sessões de imaginação orientada, ajudada pela autohipnose e, se necessário, qualquer destas canções de Nat King Cole, pode funcionar como sinal condicional, se não funcionarem também na cabeça de cada um nos momentos em que mais são necessárias, tal como o relaxamento instantâneo em casos de emergência.

Quem mais pode fazer todo esse trabalho por nós? Como podemos saber aquilo que devemos conhecer – BIBLIOTERAPIA (Q) – e quais os treinos que devemos fazer para Biblioatingir um bom resultado? Por isso, é muito bom compreender que só a música ou os treinos pouco ou nada farão se a «NOSSA CABEÇA» não estiver envolvida em tudo isso. Não pode ser simplesmente uma forma de actuação como parece estar a ser pretendido em  Psicologia Positiva 

Tudo isto ajuda na prevenção e profilaxia que fica apresentada na canção WHEN YOU´RE SMILING, deixando-nos imunes às futuras vicissitudes da vida, ajudando a ultrapassar confortavelmente as do momento. E até podemos ajudar os outros a melhorar a sua vida com a nossa nova atitude e comportamento.

Pensando nisto tudo e vendo a situação total em que o país está, desejo a todos que Maluco2tenham passado um NATAL pelo menos em família e que o ANO NOVO traga um pouco menos de sofrimento se não nos puder dar algum alívio para as dificuldades que todos passamos, sem termos muita culpa disso a não ser a de não termos políticos e dirigentes capazes de pensar mais na população que os elegeu do que neles próprios e nos seus interesses pessoais e dos seus apaniguados ou mandantes.

Embora, nestas últimas considerações tenha passado um bocado para fora da pura psicologia, confesso que, além de psicólogo, também sou cidadão português à espera da democracia desde 2 de Maio de 1974… e, por isso, tenho lutado muito, à minha maneira, sem espalhafato. Já apresentei sugestões às autoridades municipais e a outras associações que se dizem solidárias e, às vezes, caritativas. Com as «dicas» que recebo constantemente envolvidas em críticas, sugestões, pedidos e «palpites», acho que devo pensar também num livro novo que ajude as pessoas mais necessitadas e enveredar autonomamente ou com pouca ajuda, na psicoterapia, psicopedagogia, melhoria de interacção social ou desenvolvimento pessoal. Basta ler o suficiente, adequadamente e com persistência, para poder treinar aquilo que se propõe e que até pode ajudar os outros. Para isso, um novo livro intitulado «PSICOTERAPIA… através de LIVROS…» (R) ajudará imenso. Embora entre nós se tivesse experimentado só com apontamentos policopiados, já em 1980, só no princípio deste século se está a fazer isso no Reino Unido.

Tudo isso se pode fazer nos tempos vagos ou até nas viagens e começar a tentar treinar à noite pouco antes de dormir. Assim, muita coisa boa se pode passar durante o sono. 

BOM NATAL para todos e um óptimo ANO NOVO de 2015.

Em divulgação…

Consultou os links mencionados neste post?

Já leu os comentários? Visite-nos no Facebook.

Clique em BEM-VINDOS

Ver também os posts anteriores sobre BIBLIOTERAPIA

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS para a Biblioterapia

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Anúncios

Single Post Navigation

5 thoughts on “BIBLIOTERAPIA − 8

  1. Estou a ler alguns postes sobre psicoterapia e biblioterapia. Queria descobrir algum alívio para as minhas dificuldades relacionadas com muito mal-estar intestinal e desassossego que isso me provoca. Haverá alguma coisa que eu possa fazer?

  2. José Carrancudo on said:

    Achei interessante a ideia de ajudar uma pessoa a compreender os seus
    problemas com leituras adequadas.
    Alias, sempre se sabia que a leitura faz bem 🙂

    Eu também tenho um blog http://educacao-em-portugal.blogspot.com/ que convido a consultar.

  3. Já li alguns postes sobre biblioterapia. Acha que é tão importante? E os apoios que os psicólogos dão agora em diversas situações?

    • Para dar uma resposta ao seu comentário, informo que acho muito importante que os psicólogos dêem apoio sempre que necessário. Isso limita o tempo de pesquisa na internet, leitura de livros e procura autónoma duma solução que é facilmente apresentada pelo psicólogo. Contudo, posso também dizer que pode haver a incapacidade de encontrar o psicólogo no momento oportuno ou de existirem meios financeiros e disponibilidade de tempo para essa consulta. É para quem não tem essas disponibilidades, juntamente com a facilidade de consultar um psicólogo, que estou a manter este blog e estou a preparar a colecção de BIBLIOTERAPIA, dispondo-me a explicar isso devidamente, desde que exista gente suficiente para o efeito. A economia é grande e, nos tempos de austeridade que nos está a ser imposta, contra todas as normas psicológicas, é o reforço do comportamento incompatível que se oferece para suavizar os males que são aumentados com a situação ambiental. Segue o link que pode ajudar a confirmar a minha ideia. https://psicologiaparaque.wordpress.com/2012/04/18/resposta-25/ Tudo isso foi desenvolvido depois das respostas que tive de dar na conferência sobre a possibilidade da autoterapia,feita na Câmara Municipal de Portimão, em 2004.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: