PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

IMAGINAÇÃO ORIENTADA 3

Hoje de manhã vi na televisão uma entrevista com um cirurgião plástico e uma psicóloga clínica acerca de tratamentos de Imagina-B
lipoaspiração de gorduras e até do seu aproveitamento e colocação em outros locais do corpo.
Pareceu-me uma espécie de reciclagem à qual nos vamos habituando, saudavelmente nos tempos modernos para o bem do planeta e duma futura vida menos poluída.

Pensando bem, essas clínicas são muito e bem frequentadas por pessoas que se preocupam imenso com a imagem, mais do que com a sua mente. Interessará apresentar apenas uma boa imagem, mais do que ter e sentir uma boa imagem? Ficaremos dependentes daqueles que apreciam essa imagem ou teremos a preocupação de verificar se nós gostamos da imagem que temos para a modificar no sentido que nos parece mais adequado e razoável?Psicologia-B
Isso fez-me lembrar uma conversa tida há dias com um velho amigo, não em idade mas em amizade.

Dizia-me ele que tinha consultado os meus posts sobre MINDFULLNESS e PSICOLOGIA POSITIVA e tinha gostado, mas que não via uma ligação efectiva com a IMAGINAÇÃO ORIENTADA de que eu falava com muita frequência.

Também me dizia, muito entusiasmado, que a filha estava a tirar o curso de Psicologia em Bristol, depois de ter tido uma bolsa de estudo e ser a melhor aluna do seu ano no ensino secundário. Além disso, ela tinha estado a trabalhar num Interacção-B30lar de idosos, em que todos gostavam imenso dela. Em Bristol, também trabalhava nas horas de folga para suplementar os seus gastos pessoais. Felicitei-o pelos êxitos dos filhos.

Com estas informações, mostrei-me muito satisfeito porque seria extremamente útil para uma futura psicóloga, «trabalhar no terreno» descobrindo a realidade da vida e as suas capacidades de interacção, fundamentais no futuro. Além disso, os «trabalhos» actuais de não-psicóloga, também a podiam ajudar a fazer uma ideia melhor do mundo real.

Como me pareceu que ele gostaria de conversar comigo, mostrei-me disponível para lhe falar na minha ideia da Imaginação Orientada em que todos estamos envolvidos no dia-a-dia.Consegui-B

Quando me perguntou se não queria ir tomar um café, disse-lhe que sim e fomos andando num determinado sentido para um café que ele frequentava habitualmente.

Depois de darmos alguns passos, perguntei o que tinha sido feito do Centro Comercial do outro lado da rua, que estava a ser remodelado e do qual nos aproximamos para o ver melhor.

Quando nos sentamos no café, expliquei-lhe que, provavelmente, a Imaginação dele de irmos tomar um café podia não estar orientada para obter uma explicação, mas apenas para podermos ter alguma privacidade e sossego para conversar.Maluco2

Contudo, a minha Imaginação Orientada tinha sido a de aceitar o convite para discutir esse assunto.

Também lhe disse que a minha proposta de ir ver o Centro Comercial, desviando-o da sua rota habitual para o café, tinha sido propositada para exemplificar de que maneira a Imaginação Orientada me tinha ajudado a tentar dar um exemplo prático, baseado nas experiências das aulas.

− Isto acontece connosco todos os dias e a todo o momento – disse ele, ao que respondi:

− De facto, acontece-nos a todo o momento, quase inconscientemente, mas enquanto pode ter sido inconsciente no seu caso, comigo foi consciente, utilizando as experiências do passado.Depressão-B

“Em psicoterapia, se estamos a ter um comportamento que não nos interessa ou se estamos a sentir algum desconforto com as emoções, sensações e sentimentos que nos avassalam a todo o momento, podemos utilizar as experiências do passado para contrabalançar o futuro, especialmente com a recordação dos bons momentos, especialmente daqueles em que ultrapassámos dificuldades.

É isso que eu faço na psicoterapia, desde 1974, que se baseia essencialmente na Terapia do Equilíbrio Afectivo (J).

“É por isso que acho que a «educação» torna-se muito importante na formação da personalidade e na aprendizagem da Saude-Bcapacidade de interacção social saudável. Isso ajuda a que cada um possa fazer uma espécie de introspecção para utilizar os seus valores, enquadrados nas normas sociais em funcionamento. E quem vai proporcionar esses valores se não for a família e a sociedade?

“Tudo isso é feito, geralmente, com a ajuda dum psicólogo como aconteceu com a Cidália (C), Júlio (E), Joel (G), Isilda e «nova paciente» (H), Cristina, Germana e Januário (L). Mas também cada um pode fazer isso sozinho (B), tal como o Antunes que apenas «conversou» durante várias horas com um psicólogo amigo, mas leu muito e tentou compreender o modo de funcionamento do comportamento humano e da possível e desejável interacção social (K).Psi-Bem-C

Nós estamos em Imaginação Orientada a todo o momento? – perguntou-me ele, ao que tive de responder:
− Talvez sim, mas o mais importante, no sentido em que a estou a divulgar, é utilizá-la em determinados momentos para ajudar
as pessoas que estão em desequilíbrio ou aquelas que se querem precaver disso. Embora tudo isso seja feito em psicoterapia, podemos utilizar o mesmo método nos momentos «normais» e tirar proveito até no desenvolvimento pessoal. Por isso, é bom que se pratique o suficiente para tornar o método acessível a qualquer momento e não termos comportamentos precipitados que podem prejudicar ou incomodar alguém (A).

“Tudo isso pode ser «incutido» numa pessoa durante a formação da personalidade, tal como aconteceu com a JOANA (D).Difíceis-B

“Se assim não acontecer, podemos ter vidas difíceis e psicoterapias tardias como a do «Mijão», ou resultados pouco
satisfatórios como aconteceu com o «Calimero» ou até impossibilidade de efectar uma psicoterapia satisfatória por impossibilidade de alterar o meio ambiente e evitar a medicação, quase sempre prejudicial (M).

“É neste sentido que estou a «lutar» há muito tempo, praticamente, desde que o Júlio me demonstrou que comportamentos «normais» podem ser sentidos, algumas vezes como traumatismos negativos que nos desorientam, por completo, transformando-se em recalcamentos.Psicopata-B

Esses recalcamentos não são iguais para toda a gente e, para a mesma pessoa, podem não ter o mesmo significado em todos os tempos e situações. Quem, melhor do o próprio, para recordar, analisar, contrapor argumentos e descobrir formas de actuação mais saudáveis? Se em tempos idos foi possível ultrapassar uma dificuldade duma determinada maneira, qual a razão de não se poder fazer  mesmo posteriormente, utilizando as experiências do passado? De que maneira o Joel (G) aprendeu à sua custa?

“A Biblioterapia (Q) com todos os livros lá incluídos, descrevendo vários «casos» que foram «tratados», pode servir para isso. Pode, essencialmente, alertar as pessoas e ajudar a mudar de comportamento, resolver dificuldades, evitá-las, ou até «educar»Biblio muita gente que irá condicionar o nosso futuro, dando-lhes, ao mesmo tempo, instrumentos de defesa e profilaxia. E até teríamos melhores governantes, banqueiros e gestores, mais humanitários e democráticos.

“Este blog também serve para isso. É por isso que estou fortemente incentivado a difundir esta ideia que pode tornar a saúde mental muito mais equilibrada e livre de perturbações num mundo que se torna cada vez mais desigual e violento, em grande parte por falta de intervenção de TODOS.”

Os links apresentados acima podem indicar alguns dos posts mais importantes, como os relacionados com a BIBLIOTERAPIA que se está a seguir no Reino Unido.arvore-2

Em divulgação…

Consultou os links mencionados neste post?

Já leu os comentários? Visite-nos no Facebook.

Clique em BEM-VINDOS

Ver também os posts anteriores sobre BIBLIOTERAPIA

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS para a Biblioterapia

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Anúncios

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: