PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

AUTOTERAPIA – 24

Quase no fim do meu passeio habitual, quando passava à porta no café, verifiquei que Sr. Felício parecia estar à minha espera, Biblioolhando insistentemente para a rua.
Mal me viu, aproximou-se rapidamente e perguntou-me se lhe podia dar mais algumas explicações complementares sobre AUTOTERAPIA porque um amigo dele tinha começado a ensaia-la, apenas com os artigos lidos no blog, mas não conseguia obter resultados satisfatórios. Estava deprimido e ansioso.
Achava que a autoterapia não era possível e os conselhos do psicólogo eram muito importantes.

 

Como já não tinha tempo disponível, comprometi-me a dar-lhe uma resposta num novo post sobre AUTOTERAPIA, porque havia necessidade de lhe fazer compreender que grande parte do trabalho, colaboração e compreensão tem de ser do próprio mario-70
interessado
.
Contudo, as respostas necessárias já tinham sido dadas pelo menos nos variadíssimos posts sobre Autoterapia, Biblioterapia, Modificação do Comportamento, Modelagem, Moldagem, Imaginação Orientada, Reforço, Depressão e Respostas para casos específicos.
Lendo com cuidado esses posts, a pessoa poderia obter alguns conhecimentos necessárias para desvendar as causas dos seus males e tentar resolver o problema antes de o deixar aumentar.
Tanto o Sr. Felício como os seus conhecidos tinham conseguido melhorias apenas com a ajuda do blog.
Também tinha de lhe fazer entender que os assuntos relacionados com dinheiro, emprego, etc. não podem ser resolvidos pela Maluco2psicologia. Apenas o mal-estar, o desconforto, a ansiedade que isso provoca é que consegue ser minimizada pela psicoterapia, mas tem de haver treino, colaboração e entendimento do próprio.
Esse entendimento pode ser adquirido com leituras bem orientadas, quando não houver a possibilidade de as fazer acompanhar com conselhos e orientações. Porém, a compreensão dos conceitos tem de ser trabalho do próprio interessado, assim como os treinos necessários.
Tudo isso é importante para que a pessoa possa entrar em Imaginação Orientada (IO) a fim de analisar a sua vida passada, num relaxamento mental profundo e com muita objectividade, realismo, pragmatismo e humildade, a fim de descobrir as causas dos efeitos que nos incomodam.Acredita-B
Entretanto, começando a «trabalhar» no post que tinha prometido elaborar, posso dizer que no blog PSICOLOGIA PARA TODOS (respostas aos comentadores) existem mais 22 posts sobre AUTOTERAPIA, a terminar, por enquanto, pelo 23.
As orientações que se podem dar, sem necessitar de consultório, podem ser lidas nos posts sobre BIBLIOTERAPIA que termina, por enquanto, em 17.
Neste blog, como é patente, as pessoas interessadas podem fazer comentários, que até podem ser anónimos, para questionar qualquer coisa ou pedir explicações. Os comentários são moderados apenas para dar nas vistas, alertar e não Consegui-Bpassar despercebidos.
Em virtude de ter tido a garantia pessoal, desde 1974/75, de que a autoterapia é possível, com várias confirmações posteriores, especialmente desde o contacto com o Antunes (B) a minha preocupação, desde a experiência com o Júlio (E), em 1980, foi conseguir preparar, juntar e organizar apontamentos que possam ajudar as pessoas a ficar esclarecidas sobre este assunto.

Depois de vários livros publicados com isso, sem ser ao meu gosto, consegui agora dedicar-me a uma colecção de 17 livros que se destinam a ser utilizados especialmente em Psicoterapia, Psicopedagogia e Psi-Bem-CDesenvolvimento Pessoal.
O blog TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS (informação sobre os livros) serve para apresentar esse plano.
Relativamente a este caso do amigo do Sr. Felício, tenho de afirmar que seria muito bom que a pessoa tivesse consultoria, acompanhamento ou aconselhamento pessoal mas, na sua falta, pode socorrer-se de livros e orientar-se por eles. Também no caso de não poder adquirir livros, pode servir-se do blog já mencionado para obter respostas pontuais.
Contudo, toda a leitura, compreensão da matéria, treino necessário, análise da vida passada, verificação das falhas, sua Difíceis-Bcorrecção e obtenção de novas orientações para o futuro, têm de ser feitas pelo próprio, embora o psicólogo possa ajudar, motivar, apoiar e orientar. Não pode ser o psicólogo a fazer o «trabalho» mais importante, que depende única e essencialmente do próprio e funciona dentro da sua «cabeça» do interessado.
Há mais um parâmetro a ter em conta. A psicologia serve para ajudar a pessoa a reganhar o seu equilíbrio psicológico, a mantê-lo ou a nunca o perder.
Isso quer dizer que, quando a pessoa tem falta de dinheiro, de emprego ou o seu relacionamento não é adequado, a psicologia possa proporcionar a solução. O que a psicologia pode fazer, é ajudar a pessoa a ter ideias para obter dinheiro ou emprego ou conseguir estabelecer formas de melhorar o relacionamento interpessoal.Imagina-B
Também nos casos de ansiedade, depressão ou impulsos inadequados, a psicologia não os pode impedir mas consegue ajudar a pessoa a aguentar uma situação ou a modifica-la em seu favor. Seguramente, a psicoterapia, quer seja realizada com ajuda do psicólogo ou sem essa ajuda, pode minimizar a situação, revertê-la a favor do interessado ou até evitá-la no futuro. Contudo, o «trabalho» fundamental tem de ser do próprio. Ninguém pode fazer o relaxamento por nós e muito menos recordar factos passados analisando-os com objectividade, racionalidade e realismo. Seguramente, o psicólogo pode ajudar e orientar. Mas nada impede que seja o próprio a descobrir essa orientação com as leituras que fizer. Para isso servem a Biblioterapia e os blogs.

Psicologia-BEste é um serviço que os medicamentos não fazem porque, ao baixarem a ansiedade, reduzem a capacidade de lutar por uma solução melhor. Se reduzirem a depressão, podem proporcionar comportamentos impulsivos inadequados, deixando a pessoa eufórica. Se reduzirem os actos impulsivos, podem deixar o indivíduo na modorra. As grande farmacêuticas, estão mais interessadas em medicamentos que deixam a pessoa da dependência mais do que curadas.

Além disso, já sabemos que os medicamentos têm sempre efeitos secundários que, neste caso, podem ser muito perniciosos e degradantes. Portanto, é bom que cada um pense bem no que tem à sua disposição e utilize ao máximo os meios Interacção-B30existentes.
A psicoterapia autónoma ou apoiada é um processo mais educativo do que curativo, dependendo o seu resultado ou eficácia, em grande parte, do empenhamento e treino do próprio interessado.
Nestas circunstâncias, eu aconselharia a ler bem todos os posts mencionados com links, além de tomar conhecimento das matérias que estão indicadas a negro.
É um trabalho que em aconselhamento algum os outros poderão fazer por nós.

Também é por este motivo que estou muito interessado em que existam as tais palestras para familiarizar as pessoas com os Depressão-Bconceitos da utilização pragmática da Psicologia na vida prática de todos os dias, de cada um de nós.

Este post vai ser acrescentado no dia 25 de junho, porque numa das minhas «saídas precárias» dei de frente com o Sr. Felício acompanhado de outro senhor que me abordaram explicando-me que estava a dar um passeio com o amigo e colega de curso que originara este post.
Disse-me que, no seu dia de folga, estava a fazer-lhe companhia e a distrai-lo porque ele estava desempregado, desesperado e desorientado.
O que mais poderia fazer para o ajudar, já que ele nem conseguia ler devidamente os posts?
Como não tinha disponibilidade para dar uma resposta imediata, comprometi-me dá-la como acrescento deste post, logo que Psicopata-Bchegasse a casa dizendo que a leitura era fundamental e que o Sr. Felício o poderia ajudar nisso, explicando o seu conteúdo em caso de necessidade e enquanto as dificuldades do amigo se mantivessem. Também reafirmei que a minha insistência nas palestras era para pessoas que não conseguiam familiarizar-se com a leitura ou necessitavam de explicações mesmo depois de as finalizarem.
Contudo, pela observação que fiz desse amigo, pareceu-me muito «em baixo» e, por isso, posso garantir que o reforço do comportamento incompatível é indispensável. A técnica da Terapia do Equilíbrio Afectivo (TEA) é fundamental e a Imaginação Orientada (IO) pode ajudar imenso.
Na prática, o Sr. Felício poderia estar com o amigo e conversar sobre tudo aquilo que foi escrito nos posts mencionados antes e, se necessário, levá-lo para sua casa e estar com ele, junto do computador. Tinha de incitá-lo a recordar os bons momentos da Joana-Bsua vida e ajudar a revivê-los, verificando se poderia utilizar de novo essas experiências. Devia falar com ele constantemente nas variadas hipóteses de arranjar um emprego ou de prestar quaisquer outros serviços nem que fossem voluntários e gratuitos. Já que, em psicologia, não se consegue descobrir um método ou técnica para obter emprego, podia orientar a mente do amigo para estar sempre a pensar em descobrir, com os seus recursos, o modo de obter emprego e ficar satisfeito. De modo algum devia utilizar o medicamento para baixar a ansiedade sob pena de poder ficar viciado e ser mais um problema para o futuro. É também por causa de problemas semelhantes que uma EDUCAÇÃO tem de incluir o desenvolvimento da capacidade de ultrapassar com criatividade as frustrações e outras dificuldades. A colecção da BIBLIOTERAPIA é para ajudar nisso.neuropsicologia-B

Além disso, as minhas eperiências com o Júlio (E) já me tinham proporcionado a vivência de muitos momentos de desalento até numa psicoterapia acompanhada.
 

Consultou todos os links mencionados neste post?

Já leu os comentáriosVisite-nos noFacebook.arvore

Clique em BEM-VINDOS

Ver também os posts anteriores sobre BIBLIOTERAPIA

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS para a Biblioterapia

PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

Anúncios

Single Post Navigation

2 thoughts on “AUTOTERAPIA – 24

  1. Anónimo on said:

    Já li este poste e alguns anteriores.
    Preocupo-me com as pessoas que não tem tempo para a psicoterapia, autoterapia ou consultas de aconselhamento.
    Trabalham muito e tem todo o tempo ocupado.
    Não será melhor utilizar os medicamentos para aguentar a situação?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: