PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

RESPOSTA 49

Acabei de ler este artigo que foi publicado também no facebook.
Se eu quiser tratar de mim de forma independente, como é que posso proceder?
Onde é que vou buscar os livros de que fala?
Se necessitar de apoio ou esclarecimentos, como é que faço?
Acha que é possível fazer alguma coisa por mim?
Estou a ser medicada para depressão e ansiedade.
Agradeço uma resposta.

Antes de tudo, agradeço à Anónima, o facto de ter feito o comentário no post «Imaginação Orientada» difundido ontem no facebook, em vez de me enviar um email, porque uma resposta aprofundada pode esclarecer mais pessoas.
Vou tentar ser o mais explícito e pragmático possível para que seja entendido, porque existem várias perguntas pertinentes a ser respondidas.

♦ Para cada um tratar de si de forma independente, o livro «AUTO{psico}TERAPIA» dá indicações precisas para isso.
Contudo, apenas os procedimentos podem não ser suficientes se a pessoa não se inteirar do modo como o comportamento funciona em termos de estímulo, resposta, condicionamento, modelos, moldagem, facilitação, recalcamentos, dissonância cognitiva, etc.
Para isso, tem vários posts sobre «Autoterapia» «Biblioterapia», «Reforço», etc. inseridos neste blog.
É uma questão de ler e apreender o sentido exacto dos conceitos apresentados.
A análise do nosso comportamento é importante para se verificarem as «causas» dos comportamentos (efeitos) que não nos interessam.

É por este motivo que foi publicado o post A PRÁTICA DA BIBLIOTERAPIA 3 contendo um capítulo muito elucidativo para se utilizar a Biblioterapia, com ou sem apoio de um especialista.

♦ As publicações antigas que deram origem aos novos livros da colecção de Biblioterapia, podem ser pedidos directamente às editoras, mas talvez eu também os possa fornecer se os tiver em excesso.
Os livros novos de que estou a falar, do «Centro de Psicologia Clínica, nem todos estão publicados.
Os que forem publicados ou os que já se encontram disponíveis, devem-me ser pedidos directamente, porque ainda não foram entregues a qualquer livraria.
Poderei envia-los directamente para a morada do interessado, á cobrança, pelo correio.

♦ Quaisquer outros esclarecimentos necessários podem ser dados através de email ou publicamente, como está a acontecer agora com este post.
Contudo, é por causa desses esclarecimentos, que são muito importantes, que estou a pugnar, há muito tempo, por umas palestras durante as quais muito se pode experimentar, questionar e aclarar.
Para evitar o desequilíbrio, que é muito frequente entre nós e com tendência a aumentar, basta apenas formar um grupo de pessoas que deseje proceder desse modo como prevenção e profilaxia.

♦ Julgo que já fez muito por si com este comentário que me enviou, obrigando-me a dar esta resposta que também pode servir para muita gente.
Sem saber quais são os problemas, pouco ou nada posso fazer, porque acreditar apenas em diagnósticos para resolver os problemas parece-me bastante falacioso e muito arriscado.
Já falei nisso várias vezes e até o «caso» da «Perfeccionista» é muito elucidativo: não escolhe idades, profissões ou condições sociais.

♦ Como me diz que está a ser medicada, quando começar com enveredar por uma psicoterapia que seja eficaz, é importante saber se poderá diminuir e sua dose de medicação para «entrar» na psicoterapia e conseguir sentir as melhoras. Continuar a tomar a medicação e acrescentá-la com psicoterapia, pode proporcionar-lhe reforço secundário negativo aleatório e piorar as coisas. É o que aconteceu com a «Perfecionista»

♦ Se necessitar de quaisquer outros esclarecimentos que não possam ser «públicos», pode contactar-me com as indicações que são dadas na parte final do post sobre o meu perfil, nomeadamente no parágrafo final do post ou no primeiro dos três últimos parágrafos. Como medida de emergência, vale a pena utilizar o «Reforço do Comportamento incompatível», desviando as sua atenção para tudo o que não se refere às causas de sua depressão e ansiedade. É também nisso que se baseia a «Imaginação Orientada», com resultados mais do que satisfatórios.

Ψ Também informo que os livros estão a ser constantemente remodelados e actualizados para que sejam úteis aos leitores. É por isso que desejo as duas avaliações, críticas e honestas (qualitativa e quantitativa) que me ajudem a melhorar a sua qualidade, compreensão e utilidade.
Isso só se pode conseguir com essas avaliações, entregues pessoalmente ou enviadas por email.

Cada um dos livros deve ser avaliado quantitativamente numa escala de 1 a 5
1 – mau
2 – razoável
3 – normal, regular
4 – bom
5 – muito bom
relacionado com a:
a) utilidade do assunto abordado
b) clareza da linguagem
c) forma de exposição.

Além desta avaliação, uma avaliação qualitativa e com sugestões pode enriquecer a informação prestada pelo leitor ou utilizador.

É por esta razão que gosto muito mais do proveito que cada um pode tirar dos textos publicados do que do «gosto» ou «like» no facebook. É para isso que trabalho afincadamente quase 5 horas por dia e isso pode reflectir-se nos livros e nos textos que publicar.
Como os livros publicados até ao momento são apenas (A), (B), (C), (D), (P), (Q) seria muito útil essa informação, porque as anteriores, relacionadas com os livros já publicados, deram-me ideias muito mais realistas sobre uma Biblioterapia possível entre nós.
Os restantes livros serão publicados à medida das necessidades e do percurso do meu projecto de Biblioterapia que só irá avançar com apoio e, especialmente, com boa aceitação dos interessados.

Entretanto, para que não existam ideias fantasiosas acerca da verdadeira biblioterapia que se pode fazer em psicoterapia, estou a planear a publicação dum novo livro de 104 páginas, a englobar todos os outros, designando-o como A PRÁTICA DA BIBLIOTERAPIA, com um índice mais ou menos semelhante ao apresentado e especialmente destinado a orientar os interessados na preparação do seu plano duma biblioterapia cómoda, duradoura e eficaz, servindo de profilaxia.

 

Consultou todos os links mencionados neste post?

Vai ter muito trabalho, tal como eu tive em fazer este post

Já leu os comentáriosVisite-nos no Facebook.

Clique em BEM-VINDOS

Ver também os posts anteriores sobre BIBLIOTERAPIA

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post individual.

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS para a Biblioterapia
PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários que são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Para saber mais sobre este blog, clique aqui

 

Anúncios

Single Post Navigation

3 thoughts on “RESPOSTA 49

  1. Anónima on said:

    Acabei de ler todo o artigo com as referências.
    Vou ver se consigo praticar aquilo que recomenda.
    Em breve entrarei em contacto por email para adquirir alguns livros.
    Os outros também têm de saber.
    Obrigada por tudo.

  2. Anónimo. on said:

    A resposta dada neste poste também me serviu apesar de eu não a ter solicitado. Estou desempregado.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: