PSICOLOGIA PARA TODOS

BLOG QUE AJUDA A COMPREENDER A MENTE E OS COMPORTAMENTOS HUMANOS. CONSULTA-O E ESCREVE-NOS, FAZ AS PERGUNTAS E OS COMENTÁRIOS QUE QUISERES E COLABORA PARA MELHORAR ESTE BLOG. «ILUMINA» O TEU PRÓPRIO CAMINHO OU O MODO COMO FAZES AS COISAS…

MEU PERFIL

Comentárioarvore

Como o conheço há muitos anos, desde o Centro Médico de Diagnóstico, da Av.ª Infante Santo, em Lisboa,
desagradam-me os comentários (ver post ENCOPROSE 2), dos seus colegas como os que deram origem a este post e ao de 27 de Setembro deste ano.

No seu gabinete exclusivo, onde trabalhava até com mais colaboradores, nunca vi um único diploma na parede, como acontecia até nos vários consultórios partilhados por muitos especialistas.
Como me custou aceitar as críticas que foram feitas, passei quase todo o último fim-de-semana a reler a maior parte destes postes.
Já agora, por uma questão de esclarecimento, fico curiosa para saber por que razão as empregadas da recepção diziam que tinham muita confiança em si, profissionalmente e no capítulo da seriedade, corroborada pela maior parte dos pacientes.
Anónima amiga da «Júlia».

Exm.ª Sr.ª Anónima, amiga da «Júlia»

Para satisfazer a sua curiosidade (e a de outros interessados),  que me pareceu razoável mas não essencial, resolvi deitar mãos àBiblio obra durante o feriado do dia 8, para pedir ajuda na preparação de algumas imagens que são mais elucidativas do que apenas as palavras.
Da minha parte, como tenho muito mais confiança nas «acções» e seus resultados do que nos «diplomas», nunca os deixei expostos no meu consultório.
No entanto, vou tentar apresentar neste post o meu perfil académico-profissional em psicologia, docência, psicopedagogia e psicoterapia da maneira mais sucinta e clara possível. Sendo goês e tendo nascido em Goa, Margão, o meu perfil académico e profissional começa em em 1970, aos 36 anos de idade e será actualizado quando necessário e possível.

Antes de me profissionalizar em Psicologia Clínica e depois de concluir o 7º ano do Liceu e o Secondary School Certificate, fui Conservador interino da Biblioteca Nacional de Goa, aos 20 anos, entre 1955 e 1957 e, posteriormente, Navegador da Força Aérea Portuguesa, aos 25 anos de idade, tendo passado à reserva por inaptidão para o serviço vôo, com mais de 6.000 horas, a partir de 22 de Abril de 1974, devido a uma neurose depressiva reactiva grave.

Tendo iniciado o curso de Psicologia (de 5 anos com estágio escolar) no ISPA em 1970, concluí-o em 1975 (diploma equivalente à antiga licenciatura), na vertente clínica, com dois estágios escolares.

Entretanto, em 1973, participei em dois seminários sobre terapia do comportamento com o Doutor Victor Meyer, Reader in Clinical Psychology, da Faculdade de Medicina do Middlessex Hospital, de Londres.cipg-ISPA

Em 1974 fiz um estágio intensivo em Pedagogia Geral no ISPA.

 

Quase no fim do curso de Psicologia, com os atrasos originados pelos tempos conturbados da revolução emCPC 1974, devido a um «viciozinho» induzido pela minha mulher que, depois de Licenciada em Filologia Germânica e professora efectiva, se quis especializar na integração de crianças deficientes motoras no ensino normal, frequentei vários cursos de ensino de crianças deficientes sensoriais e motoras no Castle Priory College, na Inglaterra e participei em diversos estágios e visitas de estudo em várias escolas e estabelecimentos de ensino especializado.

Em 1975, fui aceite como Graduate Member (nº 0092943) da Ordem dos Psicólogos CSU-sac
Britânica
(British Psychological Society), com direito a exercer clínica no Reino Unido.

Em 1977, concluí o curso de Modificação do Comportamento – Condicionamento Operante pela Californa State UniversitySacramento (EUA), sob a orientação do Professor Doutor Joseph (Joe) Morrow

Como Psicólogo, sou detentor da Carteira Profissional nº 14 do CSU-lb
Sindicato Nacional dos Profissionais de Psicologia, emitida em 1978.

Em 1978, fiz a especialização de ensino Integrado pela California State UniversityLong Beach (EUA), com o Professor Doutor Alfred Lazar.

Em 1979, fiz um curso de actualização de Rorschach com a Psicóloga Professora Lisa Hirsch-Marquet, da
Universidade de Genebra.

HipnoEm 1980, especializei-me em hipnose terapêutica pela Baxter Academy of Hypnotherapy, em Londres,BSECH tornando-me sócio da British Society of Experimental and Clinical Hypnosis (BSECH).

Também em 1980, com o bom êxito obtido com uma nova abordagem terapêutica utilizada anteriormente, desde 1973/75 para «resolver» o meu caso de neurose depressiva reactiva grave, por causa das dificuldades que tinha passado na Força Aérea, resolvi «investir» mais no método da redução, eliminação ou prevenção desse mal.

Por não ter tido qualquer ajuda pessoal no momento crucial, tinha enveredado, desde 1973, por um novo método posicoterapêutico, com muita leitura, novo tipo de relaxamento, utilização das noções da modificação do comportamento, reestruturação cognitiva, logoterapia e autohipnose (P).

Resolvi investigar e aprofundar esse método, mesmo sem a utilização da hipnose, para concluir o doutoramento emCCU (2) Psicologia Clínica pela California Christian University (EUA), defendendo a tese AFFECTIVE BALANCE THERAPY, com cuja metodologia obtive a resolução em 23% dos pacientes e melhoria em 63%, isto é sucesso em 86% dos casos. 

Posteriormente, dedicando-me muito mais à Imaginação Orientada, (J), utilizando a hipnose clínica ou a autohipnose, a percentagem tem sido bastante superior a 86%, obtida anteriormente só com a técnica de Terapia do Equilíbrio Afectivo, mesmo sem a colaboração dos pacientes para ler e apreender o funcionamento do comportamento humano (M).Difíceis-B

Em 1981, com o Doutor Albert Wellington, Chefe do Laboratório do Willard Psychiatric Center, de Nova York, frequentei um curso intensivo de diagnóstico neuropsicológico, promovido pelo Centro de Psicologia Clínica e apoiado pelo Serviço de Electroencefalografia do Hospital Júlio de Matos.

No seguimento do curso intensivo de diagnóstico neuropsicológico, com encorajamento e autorização dos autores, foram adaptados para português os testes para diagnóstico neuropsicológico de Halstead-Reitan, e o Luria-Nebraska, para adultos e crianças, editados pelo Centro de Psicologia Clínica.

Iniciei depois, no Serviço de EEG do Hospital Júlio de Matos e no Centro de Neurocirurgia de Lisboa, sob a orientação do Imagina-B
Professor Doutor Charles Josh Golden, do Nebraska Psychiatric Institute, (EUA), uma investigação em neuropsicologia para o pós-doutoramento, interrompida, em 1984, por motivos pessoais e de pura «partidarite» política (J).

No seguimento do meu trabalho de investigação em psicoterapia, iniciado entre 1974-1976, devido ao caso dum paciente – Júlio (E) – que foi quase tratado com autohipnose, praticamente à mesa de um velho café, treino em casa e muita leitura de textos sobre o funcionamento do comportamento humano, começei a ficar definitivamente incentivado pelo Maluco2desejo de enveredar pela autoterapia, a ser realizada, praticamente desde 1980, quase sem a ajuda do psicólogo, mas com muita colaboração do próprio, englobando uma forte componente de leitura, treino de relaxamento mental e Imaginação Orientada (P).

O caso do Antunes (B), com uma neurose depressiva, que deixou de tomar os medicamentos por se sentir pior do que antes, foi o segundo óptimo resultado da experiência de autoterapia, depois da minha. Este método, ou um muito semelhante,  parece estar a dar bons resultados no Reino Unido e nos EUA, segundo informações, apenas desde o início deste século.

Seguiram-se mais casos, como o da Cidália (C), e outros, que confirmaram a minha ideia de que a leitura adequada, o treino Acredita-B
em casa, a utilização das técnicas da Terapia do Equilíbrio Afectivo e da Imaginação Orientada, apoiadas pela autohipnose, podem dar bons resultados. O importante, para que a biblioterapia (Q) possa dar bons resultados em muitas pessoas, ajudando-as a resolver as suas dificuldades e a evitá-las no futuro, é ter bibliografia adequada, colaboração, treino e compreensão do próprio.

Em 1984, obtive o Diploma em Psicoterapia pela International Academy of Professional Counseling and Psycotherapy.

Em 1987, obtive o Diploma em Psicoterapia pela International Academy of Behavioral Medicine, Counseling and IABMCP Psycoterapy.

Em 2012, passei a ser Membro efectivo, com a cédula nº 013318 da Ordem dos Psicólogos Portugueses.

 Efectuei estágios profissionais, de investigação e colaboração, voluntários e gratuitos entre 1976 e 1984:

* Laboratório de Psicologia do Hospital Júlio de Matos (6 meses – 1974/75)Saude-B
* Serviço de Psiquiatria do Hospital Júlio de Matos (6 meses – 1975)
* Serviço de Psiquiatria da Faculdade de Medicina de Lisboa — Hospital de Santa Maria (1 ano – 1976)
* Casa de Saúde do Telhal (100 horas — 1976/1977)
* Serviço de Psiquiatria do Hospital Miguel Bombarda (100 horas — 1976/77) 
* Unidade de Terapia comportamental do Hospital Júlio de Matos (6 meses — 1977)
* Hospital de Dia do Hospital Júlio de Matos (mais de 1 ano a partir de 1977)* Serviço de Electroencefalografia do Hospital Júlio de Matos (1 ano — 1977/78)Joana2
* Centro de Neurocirurgia de Lisboa (30 meses — 1982/1984)

Além de ter dado aulas, desde 1975, de Psicologia Geral, Psicopatologia, Sociologia, Psicologia Organizacional e Comportamento Organizacional, em cursos de enfermeiros, assistentes sociais, funcionários públicos e universitários, em vários hospitais, Instituto de Serviço Social, COCITE, ISMA e Universidade Autónoma, estive como Professor Associado, entre 1999 e 2010 no ISMAT, em Portimão.

Fui consultor em psicologia clínica na antiga EDP, CGD, AGPL, SAMS, SMS e Associação A Pessoa. Continuei a exercer definitivamente clínica pessoal e privada, especialmente em psicoterapia, desde 1975, com mais de 5000 casos atendidosConsegui-B, além de dar apoio gracioso em alguns casos e manter este blog para algumas dúvidas e respostas específicas.

Entre 1973 e 2010 foram preparados mais de 26 trabalhos académicos e profissionais.

Entre 1975 e 2005 foram efectuadas intervenções e preparados 52 trabalhos, publicados em diversos jornais, revistas e livros, no âmbito da psicologia, psicopedagogia, psicoterapia e organização empresarial.

Entre 1976 e 2010 foram proferidas 27 palestras e apresentadas comunicações em diversos encontros e congressos nacionais e internacionais, em Portugal e no estrangeiro.Psicologia

No final, para quem é mais curioso (ou cusco?) posso dizer que o post Resposta a um Outro Comentário, de 25 de Maio de 2009, no blog PSICOLOGIA PARA TODOS,  também se refere a algumas épocas da minha vida fora da psicologia.

Com a mesma colaboração e cumplicidade académico-profissional com a minha mulher, criada especialmente em 1975 e com a especialização no apoio psicopedagógico, continuo a dedicar-me, desde que deixei a docência neuropsicologia-Befectiva em 2011, à psicoterapia e à preparação de livros que vão sendo publicados aos poucos com as diversas experiências que temos vivido ao longo dos últimos 40 anos e que se transformaram numa BIBLIOTERAPIA, com um manual específico (Q) que orienta as pessoas nos seus primeiros passos. A colecção, com o mesmo nome, composta por 17 livros, destina-se a dar apoio aos que desejam enveredar pela Psicologia, Psicopedagogia, Psicoterapia, Psicologia Social e Desenvolvimento Pessoal. Serve de esclarecimento e orientação dos que ainda não conhecem o novo método que pode dar apoio, a fim de prevenir a entrada em desequilíbrio dos que não conseguem aceder a consultas de psicologia. Para isso, também ficam ao dispôr de todos, este blog, bem como o dos livros designado como TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS.Psi-Bem-C

É uma abordagem essencialmente ecléctica e pragmática, muito baseada na colaboração do próprio para a leitura e apreensão do funcionamento do comportamento humano e sua modificação em termos de causas/efeitos, com treino de relaxamento mental apoiado pela autohipnose, para a análise do passado e Imaginação Orientada, destinada ao planeamento do futuro num sentido da logoterapia, a fim de se conseguir uma reestruturação cognitiva e modificação de comportamento adequada e proveitosa para o próprio.

mario-70A pedido de outra Anónima e também para que as pessoas que não me conhecem vejam o meu perfil antes de irem à consulta, posso dizer que leiam este post, antes de telefonarem para o 219 266 320, que é o número do consultório situado numa clínica privada diversificada junto do Centro de Saúde de Mem Martins onde atendo actualmente alguns pacientes que me obrigam a exercer esporadicamente a minha actividade em psicoterapia. Além disso, também posso dizer que os livros publicados não estão à venda nas livrarias, mas que podem ser solicitados em comunicação com o e-mail [mariodenoronha@gmail.com]

Este post foi actualizado em maio de 2017.Depressão-B

Em divulgação…

Já leu os comentários e consultou todos os links?

Visite-nos no Facebook.

Clique em BEM-VINDOS

É aconselhável consultar o ÍNDICE REMISSIVO de cada livro editado em post  individual.Interacção-B30

Blogs relacionados:

TERAPIA ATRAVÉS DE LIVROS  para a Biblioterapia
PSICOLOGIA PARA TODOS (o antigo)

Para tirar o máximo proveito deste blog, consulte primeiro o post inicial “História do nosso Blog, sempre actualizada”, de Novembro de 2009 e escolha o assunto que mais lhe interessa. Depois, leia o post escolhido com todos os comentários Psicopata-Bque são feitos. Pode ser que descubra também algum assunto acerca do qual nunca tivesse pensado.

Presentemente, estou a manter no facebook, geridas por Mário de Noronha, duas páginas – «Centro de Psicologia Clínica» e «Biblioterapia» -, para a divulgação duma possibilidade de psicoterapia realizada pelo próprio, sem outra colaboração ou com um apoio mínimo, mas com muita leitura e prática de relaxamento mental e Imaginação Orientada, quase à hora de dormir.

Com todas as críticas e comentários que recebi e que agradeço imenso, estou a finalizar agora a colecção dos 17 livros da colecção da Biblioterapia, dedicando-me especialmente a mais um livro com o título «A Prática da Biblioterapia», para poder dar uma ideia melhor sobre todos os livros da colecção.
Para saber mais sobre este blog, clique aqui.

Anúncios

Single Post Navigation

9 thoughts on “MEU PERFIL

  1. CãoPincha on said:

    Gostámos de conhecer o seu perfil. Gostaríamos de o ter conhecido antes, mas o tipo de escrita já nos dava a impressão apresentada neste poste.

  2. anónima amiga da «Júlia» on said:

    Gostei do perfil que conhecia mais ou menos em conversa com as empregadas do antigo consultório.
    Agradecida por me ter feito a vontade.
    Anónima amiga da «Júlia»

  3. Franklin dos Anjos on said:

    Já não contactava há muito tempo. Gostei do seu perfil que mais ou menos já conhecia.
    Há dias quando fui à Bertrand de Faro descobri dois livros seus sobre comportamento organizacional: Humanismo e Falhas, da Clássica Editora.
    Que outros livros estão publicados?
    Porque não faz com os livros o mesmo que fez com o perfil? Pode ser que haja quem os queira e desconheça a sua existência.

  4. Com a apresentação do perfil passamos a saber com quem estamos a lidar.

  5. Amiga da Júlia on said:

    Falei com a «Júlia» depois de ler o comentário de Fraklin dos Anjos e soube que também havia vários textos de apoio de que ela se serviu antigamente. Porque não faz uma lista de todos os livros publicados e de textos de apoio que possam ser fotocopiados? Seria uma boa ideia para quem não tem muito dinheiro para comprar livros e necessita de saber só uma pequena coisa.

    • Mário de Noronha on said:

      Vou fazer os possíveis para juntar essas informações e publicar num novo post, quando puder, se acha que isso consegue ajudar alguém.

  6. CãoPincha on said:

    Nosso caro doutor,
    Depois de conhecermos o seu perfil e de ouvirmos os vários candidatos a presidente da república e especialmente o debate de hoje (23) na SIC, apetece-nos dizer que o seu «arregaçar as mangas» não chega.
    É necessário alguém que comece a dar com a marreta na cabeça dos nossos políticos (?).
    Dos que se apresentaram, só Defensor de Moura e Fernando Nobre parecem pensar nos outros. Os restantes, que sejam mandados para a reciclagem.
    Hoje ficamos surpreendidos com os argumentos do candidato Cavaco Silva que nos pareceu ser exímio em utilizar o «seu» reforço do comportamento incompatível. Ele respondeu a qualquer das acusações que lhe foram feitas? Não desviou bem a conversa? Que actuação teve desde que foi Primeiro-Ministro? Chegou ao ponto de um dos nossos convivas, já farto de o ouvir, dizer: “este gajo, além de vaidoso é sacaninha”.
    Que Portugal não se afunde em tanta mesquinhez.

  7. Mário Fernandes on said:

    Importante lerem-se os documentos. Pena não abrirem de forma que os possamos ler !!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: